Clique e assine a partir de 9,90/mês

Bolsa lunar usada por Neil Armstrong é vendida por US$ 1,8 milhão

Sacola foi utilizada para recolher amostras de poeira lunar durante a primeira visita à Lua, feita pela missão Apollo 11

Por Da redação - 21 jul 2017, 09h56

Uma bolsa que o astronauta Neil Armstrong usou para coletar as primeiras amostras da Lua – e que quase foi parar no lixo – foi vendida em um leilão na última quinta-feira por 1,8 milhão de dólares, disse a Sotheby’s. A bolsa, que foi transportada na missão Apollo 11 e ainda carrega vestígios de poeira lunar e pequenas pedras, foi vendida no dia do 48º aniversário do primeiro pouso na Lua, em 1969.

O leiloeiro Joe Dunning apresentou o lote como “um artefato excepcionalmente raro da maior conquista da humanidade”. A sacola foi vendida para um comprador anônimo ao telefone, após cinco minutos de lances.

A proprietária anterior era uma advogada de Illinois, que a comprou em 2015 por 995 dólares. A Southeby’s esperava que a bolsa fosse vendida por um valor entre dois e quatro milhões de dólares. Segundo a casa de leilões, a bolsa era o único artefato da missão Apollo 11 deixado em mãos privadas.

Apollo 11

Depois que a missão voltou à Terra, quase todo o equipamento foi enviado ao Smithsonian, um dos maiores museu do mundo, em Washington DC, nos Estados Unidos. Mas, por um erro de inventário, a bolsa acabou ficando em uma caixa no Johnson Space Center.

Continua após a publicidade

Os funcionários estavam prestes a jogar a caixa no lixo, mas, por sorte, ela foi oferecida a um colecionador que dirigia um museu espacial no Kansas e que a guardou sem saber qual era a sua origem. Quando o colecionador foi condenado por roubo, fraude e lavagem de dinheiro, o FBI confiscou a caixa, encontrada em sua garagem, para leiloá-la em busca de compensação financeira.

O US Marshals Service colocou o artefato em leilão três vezes, sem sucesso, até que ele foi adquirido pela advogada de Illinois. A bolsa foi enviada para a Nasa, que fez testes que confirmaram que ela havia sido usada por Amstrong e ainda tinha vestígios das amostras lunares.

(Com AFP)

Publicidade