Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Astronômos descobrem aurora, fora do Sistema Solar, um milhão de vezes mais brilhante que a boreal

Os cientistas observaram, pela primeira vez, uma aurora fora do Sistema Solar. De acordo com o estudo, publicado na revista Nature, a luz é mais poderosa do que qualquer outra já vista, sendo tão acentuada que pode superar em até um milhão de vezes o brilho de qualquer semelhante que ocorre na Terra. Na análise, os pesquisadores avistaram a luz em torno de uma estrela na constelação de Lyra, a 18 anos-luz de distância.

Leia também:

‘Lua Azul’ pode ser vista nesta sexta

Confira as novas imagens de Plutão

A estrela é categorizada como uma “anã marrom”. Esses corpos celestes são definidos pelos astrofísicos como “estrelas fracassadas”. Devido à insuficiência de massa interna, elas não conseguem gerar constantes fusões nucleares, típicas de outras estrelas (processo físico no qual dois ou mais núcleos se juntam e formam outro núcleo maior), resultando em sua baixa luminosidade.

A anã marrom na qual se viu a aurora, batizada de LSR J1835, possui cor avermelhada – consequência da interação entre o hidrogênio atmosférico com outras partículas -. Isso faz com que a aurora se pareça com a da imagem acima, montada de acordo com os dados levantados pelos astrofísicos.

(Da redação)