Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Água subterrânea de usinas de carvão contaminada com arsênico nos EUA

Por Saul Loeb - Atualizado em 6 maio 2016, 16h51 - Publicado em 14 dez 2011, 13h10

Os lençóis freáticos situados perto das usinas movidas a carvão em 19 pontos dos Estados Unidos estão contaminados com arsênico e outros produtos tóxicos, anunciou uma ONG de proteção ambiental em um relatório divulgado esta terça-feira.

Em alguns casos, os níveis de contaminação por arsênico, um poderoso veneno natural, supera em mais de 10 vezes os níveis permitidos pelas autoridades americanas, assegurou a organização não governamental Projeto de Integridade Ambiental (EIP, na sigla em inglês).

Esta contaminação põe em risco a saúde das pessoas que moram perto dos lençóis freáticos em questão, disse.

Segundo os ambientalistas, os produtos contaminantes das cinzas provêm da operação das usinas elétricas que funcionam movidas a carvão.

Publicidade

“Por onde se olha, há contaminação”, disse Russell Boulding, funcionário do EIP, no informe.

Os ambientalistas acreditam que, se controlada a poluição do ar, a contaminação dos lençóis freáticos pelos resíduos será muito menor.

Segundo o informe do EIP, além do arsênico, nas águas subterrâneas analisadas foram encontrados chumbo, bário e outros produtos químicos tóxicos.

Publicidade