Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Youtuber patrocinado pelo MEC ofendeu negros, gays e nordestinos

Lukas Marques, do canal ‘Você Sabia’, que recebe dinheiro para defender o novo ensino médio, pediu desculpas por tuítes após revelação do Sensacionalista

O youtuber Lukas Marques, um dos apresentadores do canal “Você Sabia?, contratado pelo Ministério da Educação (MEC) para promover a reforma do ensino médio aprovada pelo governo Michel Temer (PMDB), já publicou no Twitter dezenas de postagens em que ofende negros, gays e nordestinos, além de chamar mulheres de “vadia” e “prostituta”.

Os tuítes ofensivos foram revelados pelo Sensacionalista, site de humor que também publica textos em VEJA e VEJA.com. As publicações de Lukas divulgadas pelo blog podem ser vistas aqui .

Crítico da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), ele fez vários ataques à petista durante a campanha de 2014 e, após a vitória dela, também a seus eleitores. “Nordeste todo elegeu a Dilma porque pensa com a barriga e não com a cabeça’” e “Nordeste, c… do mundo”, foram alguns dos tuítes.

 

lukas-1

 (/)

 

 

Também há várias ofensas a homossexuais, como: “Aparece cada viado escroto me seguindo no Instagram”, “nada contra gays, mas não me diga que isso é normal” ou “a pior coisa que tem é sapatão”.

lukas-5

 (/)

lukas-3

 (/)

 

Negros também são alvos de ataques do youtuber. “Não sou racista…só acho que os pretos poderiam se f… mais”, “Malditos pretos macumbeiros” e “Procurando quem me roubou numa multidão de pretos”.

lukas-6

 (/)

lukas-7

 (/)

 

Quanto às mulheres, mais baixaria:

lukas-4

 (/)

 

Boa parte dos posts foi publicada entre 2011 e 2014, quando Lukas tinha entre 14 e 17 anos – ele nasceu em setembro de 1997. Logo após a publicação do Sensacionalista, Lukas retirou alguns dos posts e publicou dois tuítes em que se desculpa: “Não é como eu penso e me arrependo de ter postado. Nunca Tive a intenção de ofender ninguém”, escreveu.

lukas-8

 (/)

 

Lukas apresenta o “Você Sabia?”, junto com Daniel Miolo. O vídeo em que defendem a reforma do ensino médio teve 1,7 milhão de visualizações. De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, o “Você Sabia?” recebeu 65.000 reais do MEC.

Sob a aparência de espontaneidade e sem informar que se trata de comentário pago, o vídeo reforça os principais pontos da reforma, como o aumento da carga horária, e rebate as principais críticas, como as de que a nova fórmula vai excluir disciplinas e prejudicar o aprendizado básico como um todo. “Você que quer trabalhar com história não vai querer ficar perdendo tempo com célula”, diz Lukas no vídeo.

Gasto de R$ 295 mil

Outros canais no YouTube receberam dinheiro do MEC para defender a reforma. Em resposta a VEJA, o ministério revelou que a campanha com “influenciadores digitais” reuniu seis canais e custou no total 295 mil reais aos cofres públicos. Também receberam dinheiro os canais “Pyong Lee”, “Rafael Moreira”, “Malena”, “T3ddy” e “Rato Borrachudo”, escolhidos, segundo o ministério, pelo “critério de veiculação de mídias digitais”.

O MEC diz que não orientou os youtubers a omitirem em seus vídeos que se tratava de conteúdo patrocinado. Segundo o ministério, a contratação e a orientação aos canais é de responsabilidade da agência de publicidade contratada – não informou qual era – e que a recomendação era a de que os posts contivessem “informações que identificam ser conteúdo publicitário.”

Segundo o ministério, o valor gasto é inferior ao das mídias tradicionais, como rádio e televisão, e pesquisas apontam que 92% dos jovens de 15 a 25 anos se informam por meio do YouTube. A pasta diz, ainda, que os canais “complementam a estratégia de comunicação institucional” da divulgação da reforma.”

Veja o vídeo do “Você Sabia?” em que os youtubers defendem o novo ensino médio.

 

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Bruno Esposito

    Acho tambem que é uma estratégia da veja, porque hj em dia e complicado acreditar nessas noticias.

    Curtir

  2. Wilson de Souza, concordo totalmente com você. Quanto aos que não acharam nada demais o que ele postou, é triste saber que essas pessoas provavelmente tem crianças e adolescentes em casa e apoiam expressões tão deploráveis. Que educação elas estão dando para seus filhos?

    Curtir

  3. Renato Nogueira

    Só acho que ele pegou pesado com os negros na piadinha…Mas no resto não vi nada demais…Sou dá Paraíba e concordo com oq ele falou dos nordestinos….Isso é verdade, muitos ainda pensam com a barriga…

    Curtir

  4. Gerson Müller

    Esse é o tipo de gente que o Temer e sua equipe apoiam… Aonde está o Ministério Público? Tem que fazer este infame pagar pelos crimes que está cometendo. Se o Estado continuar se ausentando, daqui a pouco alguém faz justiça com as próprias mãos… Aí não adianta reclamar…

    Curtir

  5. Quem reclama do humor é tudo comunista esquerdista. Bolsonaro vai ganhar, cassar e prender todos os esquerdistas. Vamos seguir com a palavra do pastor Silas.

    Curtir

  6. Candida Izolda

    Ele deveria ser é preso pelos comentários , não patrocinado pelo mec!

    Curtir

  7. Candida Izolda

    Me da nojo!!

    Curtir

  8. Cilene Gomes

    Sinceramente. Um bando de ignorantes dando suas opuniões. O que mais me deixa triste, é entender que a maioria é analfabeta , que não usam nenhum argumento de autoridade, que concença pelo seu conhecimento. Seguem a rede do emburrecimento .

    Curtir

  9. Luciano Simeão

    Engraçado eles fazerem uma matéria logo agora que eles fizeram o vídeo que fala sobre o novo ensino médio. Com certeza para os mais “bobinhos” associarem isso ao governo e a proposta do novo ensino médio como algo ruim. Os caras pegaram coisas de 5 anos atrás pra fazer a matéria. Definitivamente esse politicamente correto enche o saco de qualquer um..

    Curtir