Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Votação reflete o apoio dos juízes federais à Lava Jato, diz Moro

Juiz de Curitiba ficou em primeiro lugar em eleição feita por entidade de magistrados federais para apontar quem deve ocupar o lugar de Teori Zavascki

O juiz Sérgio Moro disse nesta quarta-feira que a eleição interna da Associação dos Juízes Federais (Ajufe) que o colocou em primeiro lugar na lista tríplice para a cadeira do ministro Teori Zavascki indica o incentivo de seus pares à Lava Jato.

“Reflete o apoio dos magistrados federais aos trabalhos na Operação Lava Jato, o que é importante para que se possa prosseguir”, declarou Moro, que recebeu 319 votos na consulta interna feita pela principal entidade que representa juízes federais no país.

Em segundo lugar na lista, com um voto a menos, ficou o ministro Reynaldo Fonseca, do Superior Tribunal de Justiça (STJ),  com 318 votos. Em terceiro, ficou o desembargador federal Fausto de Sanctis (165 votos), que ficou conhecido ao ser o juiz responsável pelas operações Satiagraha e Castelo de Areia.

“Foi uma grande honra figurar na lista tríplice ao lado de tão ilustres magistrados federais, como o ministro Reynaldo Fonseca e o desembargador Fausto de Sanctis, além de todos os demais previamente selecionados”, disse Moro.

A Ajufe pretende entregar a relação dos mais votados ao presidente Michel Temer, a quem cabe escolher o sucessor de Teori, que morreu no dia 19 de janeiro em acidente aéreo no mar de Paraty (RJ).

Palocci

Moro voltou ao trabalho nesta semana, após férias. Nesta quarta-feira, ele começou a ouvir testemunhas de acusação em processo que envolve o ex-ministro Antônio Palocci – o petista é acusado de ter recebido propina para atuar em favor da Odebrecht entre 2006 e 2013 para beneficiar a empreiteira em projetos do governo federal. Palocci está preso desde setembro do ano passado.

(Com Estadão Conteúdo)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Jorge Iório

    Pelo menos, enquanto durar a Lavajato, o melhor para Nacao e que Moro continue onde esta. Nunca se viu, nesse pais, uma investigacao ser tao eficiente e que atingisse figuras do mais alto escalao.

    Curtir