Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Turista suíço baleado no Rio de Janeiro está em estado grave

O homem e a esposa seguiam para Paraty, onde passariam o réveillon, mas foram atacados ao entrar em uma favela por indicação do GPS

Por Da Redação Atualizado em 10 dez 2020, 11h58 - Publicado em 30 dez 2019, 14h44

O turista suíço Michele Angelo Galli, de 73 anos, baleado no Rio de Janeiro na tarde de domingo 29 está em estado grave, de acordo com informações do Hospital Getúlio Vargas. Galli e a esposa, Miranda Pia Regazzoni, de 64 anos, tiveram o carro atacado a tiros ao entrar na comunidade Cidade Alta, em Cordovil, na Zona Norte da cidade, por indicação do GPS. Segundo Miranda, o aplicativo recomendou o atalho para que os motoristas fugissem do trânsito da Avenida Brasil.

O casal seguia do Recreio dos Bandeirantes, na Zona Oeste do Rio, para Paraty, no litoral sul do estado, onde pretendiam passar o Réveillon. O turista foi atingido no tórax e Miranda teve ferimentos causados por estilhaços. A mulher teve alta no domingo à noite, mas o homem apresentou complicações durante a madrugada. A piora no estado de saúde de Galli fez com que os médicos adiassem a cirurgia programada para hoje.

Miranda prestou depoimento à polícia depois de ter alta. Ela relatou que os dois chegaram ao Rio no dia 26 e se hospedaram em uma casa no Recreio, bairro vizinho à Barra da Tijuca, na Zona Oeste da cidade.

Segundo ela, o carro em que estavam foi atacado por pelo menos três homens armados. O casal ainda conseguiu fugir e voltar para a Avenida Brasil, mas acabou batendo na mureta da via. Miranda presta novo depoimento nesta segunda-feira, 30, na Delegacia de Atendimento ao Turista (Deat), na Zona Sul.

Continua após a publicidade
Publicidade