Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Trânsito intenso e chuva atrapalham retorno a São Paulo

Por Da Redação 1 jan 2012, 16h46

Por AE

São Paulo – A viagem com partida no litoral norte de São Paulo até a capital paulista levava, por volta das 17 horas deste domingo, 1º, duas horas e um minuto, de acordo com o Departamento de Estradas e Rodagem (DER) do Estado. Na Rodovia dos Tamoios, que liga Caraguatatuba a São José dos Campos, a chuva e a neblina em alguns trechos atrapalhavam os motoristas, que normalmente levariam 44 minutos para fazer a viagem. Na Rodovia Oswaldo Cruz, que liga Taubaté a Ubatuba, o trânsito era intenso no fim da tarde e havia pontos de lentidão e neblina no trecho de serra.

Na Rodovia Dom Paulo Rolim Loureiro, entre Mogi das Cruzes e Bertioga, o trânsito era intenso no sentido Mogi, segundo o DER. O tempos estava chuvoso e havia trechos isolados com neblina. Na Rodovia Rio-Santos, entre Ubatuba e São Sebastião, o tempo era instável e o trânsito estava intenso nos dois sentidos. Na Rodovia Manoel Hyppolito Rego, entre São Sebastião e Guarujá, o tempo estava instável e o trânsito era lento entre os km 211 e 213 no sentido Guarujá. Na Rodovia Padre Manoel da Nóbrega, o tempo estava encoberto. O trânsito era normal entre Peruíbe e Mongaguá e intenso entre Mongaguá e São Vicente.

Apesar do tempo encoberto e das chuvas em pontos isolados, o tráfego era bom para os motoristas que viajavam do litoral sul sentido São Paulo. A Ecovias, concessionária que administra o sistema Anchieta-Imigrantes, implantou a Operação Subida (subida pela rodovia dos Imigrantes e pela pista norte da rodovia Anchieta, descida por duas pistas da Anchieta). Para os motoristas que descem a Serra do Mar, o tráfego era lento no km 43 da Anchieta devido a um acidente.

Na rodovia Ayrton Senna, havia lentidão entre os km 17 e 19, sentido interior, e entre os km 32 e 19, sentido capital, ambos em Guarulhos. No restante da rodovia e na Carvalho Pinto, o trânsito era considerado normal, de acordo com a concessionária Ecopistas.

Já nas rodovias Castelo Branco e Raposo Tavares, que ligam a capital paulista ao interior do Estado, o tráfego era lento devido ao excesso de veículos que retornam das festas de fim de ano. Segundo a CCR ViaOeste, que administra as rodovias, o fluxo de veículos na Raposo Tavares era considerado normal.

Continua após a publicidade

Serra do Cafezal

A rodovia Régis Bittencourt, que liga São Paulo ao sul do País, tinha tráfego intenso nos dois sentidos, principalmente na região da Serra do Cafezal, no Estado de São Paulo. Mesmo com a garoa em alguns pontos da estrada, não havia congestionamentos em nenhum ponto, de acordo com a concessionária OHL.

A rodovia Fernão Dias, que liga São Paulo a Minas Gerais, registrava tráfego intenso e lentidão devido ao excesso de carros no trecho de Atibaia (SP) sentido à capital paulista. A chuva provocava congestionamento em Guarulhos por causa de um ponto de alagamento no km 84. No sentido Belo Horizonte, o tráfego fluía normalmente, de acordo com a OHL.

Na Rodovia Presidente Dutra, que liga São Paulo ao Rio, o tráfego estava congestionado nos dois sentidos em Guarulhos, segundo a concessionária CCR Nova Dutra. No sentido São Paulo, o excesso de veículos provocava trânsito entre os km 214 e 219 na pista marginal. No sentido Rio, o tráfego estava congestionado entre os km 223 e 219 na pista expressa. Também no sentido Rio, havia congestionamento na pista expressa em Piraí, entre os km 228 e 227, também por excesso de veículos.

No sistema Anhanguera/Bandeirantes, liga a capital paulista ao interior, havia três pontos com trânsito intenso no sentido São Paulo devido ao excesso de veículos: na região de Jundiaí, entre os km 65 e 57; na região de Campinas, entre os km 94 e 89 e entre os km 82 e 80, de acordo com a CCR AutoBAn.

De acordo com o DER, na Rodovia Floriano Rodrigues Pinheiro, entre São Paulo e Campos do Jordão, o tempo era instável, mas o tráfego era normal nos dois sentidos.

Continua após a publicidade
Publicidade