Clique e assine com 88% de desconto

Tarifa de água ficará 6,49% mais cara em São Paulo

Sabesp informou a acionistas que reajuste foi autorizado por agência reguladora. Empresa está liberada a aplicar aumento a partir de 27 de dezembro

Por Da Redação - 28 nov 2014, 06h53

As tarifas de água ficarão 6,4952% mais caras em São Paulo a partir de 27 de dezembro. Em comunicado enviado na noite de quinta-feira a seus acionistas, a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) informa que a Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado de São Paulo (Arsesp) autorizou a empresa a aplicar o aumento.

No primeiro semestre, com a queda acentuada do nível do Sistema Cantareira, a autarquia optou por não aumentar a conta de água e apostar no bônus de 30% para diminuir o consumo.

O reajuste aprovado pela Arsesp ficou maior do que o definido no início do ano, que era de 5,44%, com aplicação autorizada a partir do dia 11 de maio. A Sabesp sofreu queda de 81% no lucro do terceiro trimestre em relação ao resultado obtido no mesmo período do ano passado, para 91,5 milhões de reais.

Segundo afirmou anteriormente o diretor econômico-financeiro e de Relações com Investidores da Sabesp, Rui Affonso, o recálculo do reajuste de tarifa pedido à agência significava que o reajuste seria maior do que os 5,44%, mas não seria um novo cálculo e sim uma atualização dos valores.

Publicidade

(Com agência Reuters e Estadão Conteúdo)

Publicidade