Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Serra defende parceria entre prefeitura e governo de SP

Pré-candidato à prefeitura de São Paulo, tucano disse que ainda é cedo para escolher vice ou detalhar programa de governo

O pré-candidato do PSDB à prefeitura de São Paulo José Serra afirmou neste sábado que sua campanha, caso vença as prévias do partido no dia 25 de março, deve transmitir aos eleitores a importância de uma parceria entre a administração municipal e o governo do estado. Atualmente, ambos são comandados por aliados do ex-governador José Serra – no governo está Geraldo Alckmin, também do PSDB, e, na prefeitura, Gilberto Kassab, do PSD, que assumiu a cargo a primeira vez após saída de Serra.

Em discurso à militância do PSDB na Zona Leste, Serra disse que vai defender a ampliação de parcerias entre governo e prefeitura. “O grande aliado para obras da prefeitura é o governo do estado”, disse. “Temos que saber transmitir isso na campanha”.

Após o evento, realizado no auditório da Universidade Cruzeiro do Sul, Serra citou em entrevista três temas que devem ser suas principais bandeiras da campanha à prefeitura: educação, saúde e transporte. “Existem três áreas essenciais para a cidade de São Paulo. Do ponto de vista social, a saúde e a educação; do ponto de vista material, o transporte”, afirmou.

Vice – O pré-candidato, no entanto, disse ainda ser muito cedo para detalhar seu programa de governo. Também é prematuro na opinião de Serra falar em um nome para compor sua chapa na eleição de outubro. Segundo ele, a escolha do candidato a vice-prefeito será feita em maio ou junho. “A questão do vice será vista mais adiante. Temos bons nomes de vários partidos, mas só vamos ver isso em maio ou junho.”

O encontro com a militância do PSDB contou ainda com a presença de vereadores, deputados estaduais, federais e dirigentes regionais do partido. Dois integrantes do partido que desistiram da disputa e deram apoio a Serra também estavam no local: o secretário estadual de Meio Ambiente, Bruno Covas, e o secretário estadual de Cultura, Andrea Matarazzo.

(Com Agência Estado)