Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Secom deve selecionar até dezembro novas agências

Por Tânia Monteiro

Brasília – A Secretaria de Comunicação da Presidência da República (Secom) recebeu hoje proposta de 28 agências de publicidade, para a seleção de três delas, que ficarão responsáveis pela divulgação de propagandas do governo federal, pelos próximos cinco anos. Um total de R$ 150 milhões serão gastos pelo governo federal, por ano, com publicidade e propaganda. Mas o valor não será dividido igualmente entre as três empresas vencedoras já que, para cada propaganda, haverá uma nova disputa entre as três, com objetivo de assegurar a melhor qualidade do material, de acordo com a Secom.

A expectativa é de que, até o início de dezembro, as três agências de publicidade que atenderão ao governo federal até 2016 sejam conhecidas. As três empresas que hoje atendem à Secom – Matisse, Propeg e 141 – também participam da concorrência. O contrato delas foi renovado em março, por mais um ano, ou seja, elas podem continuar atendendo ao governo até março do ano que vem.

Esta é a primeira vez que a Secom está usando a nova lei criada para a contratação de agências de publicidade pelos governos. O texto da lei 12.232 foi aprovado após consultas públicas e ao Tribunal de Contas da União (TCU) para substituir a legislação anterior, que estava em vigor na época do escândalo do Mensalão, em 2005/2006, quando contratos com agências de publicidade eram usadas para o pagamento a parlamentares que votavam a favor de temas de interesse do Executivo.

Pelas novas regras, a escolha das empresas vencedoras é feita apenas pelo critério técnico, como plano de comunicação publicitária, com raciocínio básico, estratégia de comunicação publicitária, criatividade, por exemplo.