Clique e assine com 88% de desconto

Rosário acusa Fogaça por uso da máquina

Por Da Redação - 26 out 2008, 15h02

A candidata do PT à prefeitura de Porto Alegre, Maria do Rosário, entrou neste domingo com uma representação de última hora contra a candidatura de seu adversário José Fogaça, do PMDB. Enquanto os eleitores se encaminhavam às urnas da cidade, a campanha da petista foi à Justiça para acusar o peemedebista por uso da máquina pública com fins eleitorais. Segundo a denúncia, ele distribuiu bônus moradia aos eleitores da capital.

Fogaça é candidato à reeleição na capital gaúcha e lidera a corrida eleitoral desde o início das pesquisas de intenção de voto. No primeiro turno das eleições, ele obteve 43,86% dos votos válidos contra 22,73% de Rosário. Neste domingo, o peemedebista votou acompanhado do senador Pedro Simon (PMDB) e do candidato a vice, José Fortunatti (PDT). “Estou satisfeito. Foi uma grande campanha. Mostramos nossas realizações e a população foi entendendo”, disse Fogaça aos jornalistas, depois de fazer um sinal de “V” com os dedos.

Embora o peemedebista já cante vitória, Rosário acredita em uma possível virada. “Mostramos que nosso projeto está vivo”, disse a candidata a militantes no início da manhã. De acordo com a última pesquisa realizada pelo Datafolha, divulgada neste sábado, Fogaça tem 57% dos votos válidos, contra 43% da petista.

Publicidade