Clique e assine com 88% de desconto

Romário deixa a delegacia e segue para audiência

Por Da Redação - 15 jul 2009, 16h20

O ex-jogador Romário deixou na tarde desta quarta-feira a carceragem do 16º Distrito Policial, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, e seguiu para uma audiência no fórum regional do bairro. Ele passou a noite detido por não pagar a pensão alimentícia de seus dois filhos com a ex-mulher, Mônica Santoro.

Romário dividiu uma cela com outros dois detentos, também presos por não pagar pensão alimentícia. Segundo o delegado Carlos Augusto Nogueira Pinto, Romário dormiu pouco e passou a noite e a madrugada conversando com os companheiros de cela. No fim da noite de terça-feira, um amigo de Romário levou uma quentinha com comida para o ex-jogador, mas ele não foi autorizado a receber a alimentação especial. “Ele vai comer a mesma coisa que os demais, não tem diferença”, disse o delegado.

A audiência desta tarde será com o juiz que determinou a prisão do ex-jogador, Antonio Aurélio Abi-Ramia. A defesa de Romário já teria reunido os comprovantes de pagamentos feitos e, durante a audiência, tentará um acordo para valores pendentes. De acordo com o delegado, Romário adquiriu uma dívida de 50.000 reais por não pagar a pensão dos filhos há dois meses.

Ainda segundo o delegado, embora a data de pagamento do segundo mês de pensão só vença no próximo dia 22, o juiz decidiu cobrar do ex-jogador 19.000 reais pelo primeiro mês atrasado, 22.000 reais pelo segundo, além de uma multa por adquirir a dívida.

Publicidade