Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Rio anuncia aumento da tarifa de transportes públicos a partir do dia 2

Os cariocas vão começar o ano com um aumento no transporte público. A prefeitura do Rio de Janeiro autorizou nesta quinta-feira, 31, último dia do ano, o reajuste das tarifas de ônibus na cidade válido já a partir do próximo sábado, dia 2 de janeiro. A passagem vai subir 11%, o equivalente a 0,40 centavos, passando a custar 3,80 reais para os ônibus municipais a partir da meia-noite de sábado. Ontem, o governo do Estado já havia sido anunciado o reajuste das tarifas de trens metropolitanos e das barcas que fazem a travessia da Baía da Guanabara em direção a Niterói.

O reajuste municipal foi definido na última terça-feira pelo prefeito Eduardo Paes (PMDB), que se reuniu com empresários do setor e com o secretário de Transportes, Rafael Picciani. Os empresários pleiteavam uma tarifa de 3,90 reais e sinalizaram que um valor abaixo de 3,80 reais inviabilizaria o serviço. Em 2014, quando as tarifas sofreram o maior reajuste da década, de 13%, passando de 3 para 3,40 reais, os empresários e a prefeitura alegaram que o aumento permitira a substituição da frota por veículos com ar-condicionado até o final de 2016.

Em VEJA desta semana – O Rio dos paradoxos

Nos transportes públicos estaduais, como trens e barcas, o reajuste médio ficou em 12% de acordo com a Agência Reguladora de Serviços Públicos Concedidos de Transportes Aquaviários, Ferroviários, Metroviários e de Rodovias do Estado do Rio de Janeiro (Agetransp). A concessionária Supervia, que opera os trens metropolitanos, poderá aumentar o valor da passagem de 3,30 para 3,70 reais a partir do dia 2 de fevereiro. Para os passageiros das balsas, a passagem passará de 5 para 5,60 reais a partir do dia 12 de fevereiro.

Também as tarifas de ônibus intermunicipal e do Bilhete Único serão reajustados. De acordo com o Departamento de Transportes Rodoviários (Detro), a tarifa passará de 3,15 para 3,50 reais nos ônibus intermunicipais a partir do dia 10 de janeiro. O valor do reajuste foi calculado com base no Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que registrou inflação de 10,48% nos últimos doze meses. O índice também foi utilizado para o cálculo do reajuste das tarifas das balsas e do bilhete único intermunicipal, que passará de 5,90 para 6,50 reais.

(Da redação)