Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Receita destruirá 5.000 toneladas de produtos piratas

As mercadorias valem 246 milhões de reais. A ação marca o Dia Nacional de Combate à Pirataria e à Biopirataria, que acontece no próximo sábado

A Receita Federal começa nesta sexta-feira, em todo o Brasil, uma ação para destruir 5.200 toneladas de produtos apreendidos em operações de combate à pirataria. Os produtos valem 246 milhões de reais. A ação marca o Dia Nacional de Combate à Pirataria e à Biopirataria, que acontece no próximo sábado. O volume de materiais falsificados e contrabandeados a serem destruídos é o maior registrado pelo órgão. Em 2007, por exemplo, foram apenas 900 toneladas.

No mutirão serão destruídos CDs e DVDs piratas, cigarros, bebidas, cosméticos, preservativos, medicamentos e alimentos impróprios para consumo. Segundo a Receita, o governo deixa de arrecadar 2 bilhões de reais por ano devido à pirataria.

Na sexta-feira, o estacionamento do Estádio Mané Garrincha, em Brasília, será palco de uma destruição pública de mercadorias. São esperadas autoridades e representantes de órgão de combate à pirataria, assim como o governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz. Serão eliminados, a partir das 9 horas, 600.000 óculos, 28.000 relógios, 3.700 quilos de maquiagem, 300 quilos de alimentos, 3.500 pendrives e 2 milhões de CDs e DVDs.

Cigarros – Por se tratar de um produto tóxico, a destruição dos cigarros contrabandeados acontece separadamente, em Cristalina, interior de Goiás, na sede da fazenda da empresa Goiás Verde Alimentos. Os restos dos cigarros são transformados em um adubo que evita pragas na lavoura por ter tabaco na mistura.

No total, serão destruídas 38 carretas de cigarros. Em média, são eliminados 2.500 cigarros por dia neste processo. A ação terminará apenas no dia 15.