Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Programas de emprego no Japão treinam gueixas

Um pequeno resort no leste do Japão planeja recrutar três mulheres para se tornarem gueixas, em uma tentativa de preservar a tradição e impulsionar o turismo, afirmou uma autoridade local nesta sexta-feira.

A cidade de Shimoda, 130 km a sudoeste de Tóquio, investiu 5,23 milhões de ienes (68 mil dólares) em um projeto de formação de gueixas com duração de seis meses, utilizando subsídios nacionais disponíveis para programas de emprego, afirmou um porta-voz da cidade à AFP.

As mulheres receberão um salário diário de cerca de 6.200 ienes (80 dólares) e deverão trabalhar cinco dias por semana durante seis meses até março, explicou.

“Uma vez que elas tenham concluído o programa, apresentarão sua arte” em um festival local celebrando a vida de uma gueixa do século 19, disse.

Apesar de sua imagem no Ocidente ser normalmente ligada à de prostituta, as gueixas são, de fato, mulheres muito habilidosas que dançam, tocam instrumentos musicais e entretêm seus clientes com jogos e conversas.

A demanda por gueixas tem caído muito nos últimos anos no Japão, mas sua presença em vários eventos turísticos agradam os visitantes, afirmou o porta-voz.

Há três décadas, Shimoda possuía 200 gueixas ativas, enquanto atualmente há apenas cinco trabalhando em meio período, esclareceu o porta-voz.

E elas são as únicas pessoas que aprenderam as danças e músicas locais – bens culturais que a cidade quer preservar.

“Esperamos que (as novas gueixas) eventualmente se unam aos nossos esforços para revitalizar o turismo na cidade” e sejam empregadas no setor turístico, disse.

“Nossa esperança é de que elas se juntem às nossas cinco gueixas e carreguem nossa arte tradicional”, afirmou.