Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Presos dois membros de facção criminosa foragidos de Pedrinhas

Allan Kardec Dias Costa e Giheliton de Jesus Santos são acusados de comandar 8 homicídios em 15 dias e participar dos planos de ataque a São Luís

Agentes Superintendência de Investigação Criminal (Seic) da Policia Civil do Maranhão prenderam mais dois homens acusados de integrar a cúpula da facção criminosa Bonde dos 40, que vem aterrorizando cadeias e ruas de São Luís. Allan Kardec Dias Costa e Giheliton de Jesus Santos, o Gil, foram capturados numa ação que se iniciou domingo, no município de Santa Maria do Pará, no Estado vizinho. Ambos eram foragidos do Complexo de Pedrinhas e vão integrar a lista de 25 detentos que a Secretaria de Segurança do Maranhão vai mandar para presídios federais fora do Estado.

Vídeo mostra o ataque selvagem que matou a menina Ana Clara

De acordo com as investigações da Seic, a dupla arquitetou mais de oito homicídios em quinze dias e participou diretamente do plano de dar um “Salve Geral” (atacar a cidade), em resposta à repressão que os detentos da Penitenciária de Pedrinhas sofreram durante o último dia 3 de janeiro, quando o Batalhão de Choque invadiu a unidade e destruiu vários objetos pessoais dos presos, inclusive quarenta ventiladores, jogando ainda água sanitária em sacos de arroz e misturando sabão no pó de café. Os ataques a São Luís resultaram na morte da menina Ana Clara, queimada dentro de um ônibus.

Leia também:

Facções criminosas tomaram Pedrinhas em 2007

Colapso nas cadeias reflete décadas de gestão Sarney

ONU cobra investigação imediata sobre barbárie em presídio maranhense