Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Presidente da EBC nega tentativas para ficar no cargo

Por AE

Brasília. – A presidente da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), jornalista Tereza Cruvinel, divulgou nota negando que tenha tentado permanecer no cargo. O mandato da presidente se encerra no próximo dia 31. Cruvinel nega também que a sua substituição seja resultado da desaprovação de sua gestão pelo governo. No início do mês, a jornalista se encontrou com a presidente Dilma Rousseff para lhe comunicar a intenção de deixar a função e recebeu o convite para que permanecesse no cargo, segundo afirma a jornalista na nota.

Tereza lembra que, na quinta-feira passada, realizou um evento apresentando um balanço público dos quatro anos de mandato. “Em nenhum momento pairou dúvida sobre o fato de que eu estava anunciando o encerramento de uma gestão”, disse. Ela ressalta que nesta prestação de contas se destacou a criação da TV Pública em âmbito nacional, “a articulação de uma rede pública de televisão, a implantação de uma sólida e consistente infraestrutura de produção e transmissão, de última geração, a produção e difusão de conteúdos diferenciados e complementares”, seguindo os princípios da comunicação pública.

“Não procedem afirmações de que tentei permanecer no cargo por mais quatro anos e de que o governo, desaprovando nossa gestão, resolveu me substituir. Desafio quem possa declarar que ouviu apelo meu neste sentido”, afirmou a jornalista na nota. Cruvinel será substituída pelo ex-secretário de Imprensa da Presidência Nelson Breve no comando da EBC. Embora seja uma empresa pública, a EBC é mantida com verbas federais. O orçamento da empresa em 2011 é de R$ 450 milhões.