Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Policiais da UPP da Rocinha voltam a ser alvos de bandidos

Traficantes atiraram contra agentes na parte alta da favela e conseguiram fugir

Agentes da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da Rocinha, na Zona Sul do Rio, foram atacados por criminosos mais uma vez, nesta sexta-feira. Segundo a assessoria de imprensa das UPPs, o confronto entre policiais e traficantes aconteceu por volta das 9h, na parte alta da favela.

“Uma equipe policial estava em policiamento pela localidade conhecida como subida do Terreirão, quando encontrou marginais armados que atiraram contra os agentes. Os policiais revidaram e os bandidos fugiram”, diz a nota da assessoria. Não houve registro de feridos.

O ataque aconteceu poucas horas após ser anunciada a morte do tenente Leidson Acácio Alves Silva, subcomandante da UPP Vila Cruzeiro, no Complexo do Alemão. Ele foi morto por bandidos com um tiro na cabeça, no fim da noite de quinta-feira, quando traficantes fizeram quatro ataques simultâneos a PMs em pontos diferentes da região.

Leia também:

Leia também: Bandidos matam policial de UPP e comemoram no Facebook

Depois dos constantes ataques às UPPs, o secretário de Segurança do Estado, José Mariano Beltrame, admitiu nesta sexta que o Rio de Janeiro tem “problemas de guerra”. E, apesar de estar no cargo há sete anos, disse que isso acontece “porque assim deixaram”.

A unidade da Rocinha é uma das que vem enfrentando maior resistência de traficantes ultimamente. Um vídeo divulgado na última terça mostra em detalhes o último ataque a agentes da unidade, em dezembro passado. Pelo menos quinze homens armados com paus, pedras e tijolos atacaram uma viatura e agrediram PMs, que não reagiram.

Leia também:

Beltrame admite: ‘Temos problemas de guerra no Rio’

Polícia ocupa favelas da Zona Oeste para criar a 38ª UPP

Vídeo mostra agressão a PMs na Rocinha

UPPs enfrentam resistência de traficantes no Rio

(Com Estadão Conteúdo)