Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Polícia prende suspeito de tentativa de latrocínio contra Martha Rocha

Jonathan Aguiar dos Santos, de 20 anos, foi detido na noite desta quarta-feira e confessou participação no ataque ao carro da parlamentar

A Polícia Militar do Rio de Janeiro anunciou nesta quinta-feira 17 a prisão de um homem suspeito de ser um dos envolvidos na tentativa de latrocínio contra a ex-chefe da Polícia Civil e deputada estadual Martha Rocha (PDT), ocorrida no último domingo.

Segundo a PM, a detenção ocorreu na noite de ontem. A corporação informa que ele foi preso junto com outros dois criminosos, após o roubo de um carro em Braz de Pina, na Zona Norte do Rio de Janeiro. Os criminosos foram interceptados pela polícia e a reagiram a tiros. Um quarto assaltante que estava com Jonathan morreu após a explosão de uma granada.

Martha Rocha não se feriu durante o ataque a seu carro no final de semana. Seu motorista, o subtenente reformado Geonísio Medeiros, foi baleado, atendido no hospital e recebeu alta. Em relato a VEJA, a deputada estadual contou que estava a caminho da igreja com a mãe quando avistou um segundo carro se aproximar com homens encapuzados e armados.

Deputada estadual desde 2015, ela, que foi a primeira mulher a chefiar a Polícia Civil, temeu um risco de atentado. Ela afirmou já ter relatado às autoridades de segurança do estado ter recebido notificações de ameaças que chegaram três vezes pelo disque-denúncia.

A deputada disse que, depois da ameaça, transmitida no dia 5 de novembro, ela comprou um carro particular blindado, já que o fornecido pela Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) não tinha esse equipamento.