Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Petrobras está na lista das vinte empresas mais poluidoras do mundo

Grupo de produtoras de combustíveis fósseis é responsável por mais de um terço de toda a emissão de gases causadores do efeito estufa desde 1965

A Petrobras foi listada entre as vinte empresas produtoras de petróleo, gás natural e carvão que mais contribuem para a poluição global. Um estudo do Climate Accountability Institute divulgado nesta quarta-feira, 9, aponta o grupo de grandes corporações que é responsável por mais de um terço de toda a emissão de gases causadores do efeito estufa desde 1965 até 2017.

O estudo revela que essas empresas produziram, em meio século, 480,16 bilhões de toneladas de dióxido de carbono liberados na atmosfera. Em uma comparação geral, o número representa 35% das emissões totais no mesmo período, que somam 1,35 trilhão de toneladas. Na lista das empresas analisadas pelo instituto, aparecem doze empresas estatais e oito privadas.

A companhia petrolífera saudita Saudi Aramco, maior empresa do ramo em número de reservas e produção, ocupa o primeiro lugar da lista — ela é responsável pela emissão de 59,26 bilhões de toneladas de dióxido de carbono no período analisado (4,38% do total). A americana Chevron e a russa Gazprom aparecem em seguida e respondem por 3,20% e 3,19% do total, respectivamente. A Petrobras está na 20ª colocação (0,64% do total).

A análise comandada por Richard Heede indica que o instituto escolheu 1965 como ponto inicial, “porque pesquisas recentes revelaram que em meados dos anos 60 o impacto climático dos combustíveis fósseis era de conhecimento de líderes mundiais e políticos”. O cálculo foi baseado na produção anual de combustíveis fósseis divulgada por cada empresa, levando em conta as emissões desde a extração até o uso final.

“Focamos em empresas de combustíveis fósseis que, em nossa opinião, produziram e comercializaram combustíveis de carbono para bilhões de consumidores, com o conhecimento de que seu uso poderia agravar a crise climática”, afirma Heede.

Em nota, a Petrobras ressaltou que está “na última posição” e que assumiu o compromisso de crescimento zero das emissões operacionais até 2025, “firmando metas de redução de intensidade de emissões de 32% na exploração e produção de petróleo e 16% no refino”. Ainda, afirmou que investirá, até 2023, 350 milhões de dólares em linhas de pesquisa e desenvolvimentos na utilização de carbono e energia solar.

“A Petrobras acompanha a evolução da ciência do clima e seus desdobramentos sobre os sistemas energéticos, sociais e econômicos há mais de 15 anos”, disse. “Atualmente, a Petrobras apresenta, dentre as grandes produtoras de óleo e gás natural, o segundo melhor desempenho em emissões relativas nas atividades de exploração e produção”, informou a estatal.

Confira a lista abaixo:

1. Saudi Aramco (Saudi Arabia) — 59,26 bilhões de toneladas (4,38% do total)
2. Chevron (EUA) — 43,34 bilhões de toneladas (3,20% do total)
3. Gazprom (Russia) — 43,23 bilhões de toneladas (3,19% do total)
4. ExxonMobil (EUA) — 41,90 bilhões de toneladas (3,09% do total)
5. National Iranian Oil Co. (Irã) — 35,65 bilhões de toneladas (2,63% do total)
6. BP (Reino Unido) — 34,01 bilhões de toneladas (2,51% do total)
7. Royal Dutch Shell (Holanda) — 31,94 bilhões de toneladas (2,36% do total)
8. Coal India (Índia) — 23,12 bilhões de toneladas (1,71% do total)
9. Pemex (México) — 22,64 bilhões de toneladas (1,67% do total)
10. Petroleos de Venezuela — 15,74 bilhões de toneladas (1,16% do total)
11. PetroChina (China) — 15,63 bilhões de toneladas (1,15% do total)
12. Peabody Energy (EUA) — 15,38 bilhões de toneladas (1,14% do total)
13. ConocoPhilips (EUA) — 15,22 bilhões de toneladas (1,12% do total)
14. Abu Dhabi (Emirados Árabes) — 13,8 bilhões de toneladas (1,01% do total)
15. Kuwait Petroleum Corp. — 13,47 bilhões de toneladas (1% do total)
16. Iraque National Oil Co. — 12,59 bilhões de toneladas (0,93% do total)
17. Total SA (França) — 12,35 bilhões de toneladas (0,91% do total)
18. Sonatrach (Argélia) — 12,30 bilhões de toneladas (0,91% do total)
19. BHP Billiton (Austrália) — 9,80 bilhões de toneladas (0,72% do total)
20. Petrobras (Brasil) — 8,67 bilhões de toneladas (0,64% do total)