Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Peregrinos cantam e dançam até nas filas de espera

Demora de três horas para retirar kits não afeta o humor dos católicos. Aglomeração no Sambódromo complicou o trânsito no centro da cidade

Por Pâmela Oliveira, do Rio de Janeiro
Atualizado em 10 dez 2018, 10h00 - Publicado em 23 jul 2013, 15h04

Centenas de jovens de diversas partes do mundo enfrentaram até três horas de fila para retirar os kits peregrinos, na manhã desta terça-feira, no Sambódromo. O que poderia ter sido motivo de reclamação, no entanto, se transformou em confraternização. Com bandeiras e instrumentos musicais, os jovens cantavam, dançavam e aproveitaram para registrar com celulares as primeiras imagens da Jornada Mundial da Juventude.

Os motoristas que precisavam chegar ao centro do Rio, no entanto, não tiveram motivos para comemorar. A concentração dos peregrinos, que ocuparam parte da rua Benedito Hipólito, complicou o trânsito na região central da cidade, num momento em que o tráfego normalmente já é congestionado.

https://www.youtube.com/watch?v=qgJHN9qrUgY

Continua após a publicidade

Morador do Paraná, Rodrigo Moura, 18 anos, veio para o Rio com 27 amigos. O jovem contou que aproveitou a fila para conhecer pessoas de outros países, como os argentinos Alan Moyano, 23 anos, e o sacerdote argentino Emanuel Dalleva, 26, que faziam parte de um grupo de quarenta argentinos. “Vamos tentar conhecer o Cristo e, depois, vamos para a missa, em Copacabana”, contou Moura.

Já Dalleva quer passar a tarde no Riocentro, na feira vocacional. “No fim do dia, todos nós iremos para Copacabana. Mas nossa expectativa maior é ver o papa Francisco. Vai ser uma emoção especial ver pessoalmente um papa argentino”, contou.

Um grupo de amigos de João Pessoa chegou à cidade no início da manhã e foi buscar os kits direto do aeroporto. Enquanto um amigo enfrentava a fila, que se estendeu por três quadras, a psicóloga Ingrid Brasilino, 22 anos, cuidava das malas, dispostas sob o viaduto.

“Saímos de João Pessoa às 3h e decidimos vir direto. A fila está grande, mas a gente espera com calma. Saímos de longe na esperança de ver o papa Francisco de perto”, contou a jovem.

Continua após a publicidade

Do outro lado da rua, cerca de trinta peregrinos que saíram de Porto Rico dançavam e atraíam os olhares de cariocas que iam para o trabalho. “Estamos mostrando um pouco da nossa cultura”, contou Kerllen Negrín. 18 anos, que veio de Porto Rico com outros 104 católicos.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.