Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Para Ricardo Young, esquerda tradicional morreu

Por Silvana Mautone

São Paulo – O empresário Ricardo Young, principal candidato a vereador em São Paulo pelo Partido Popular Socialista (PPS), classificou como “patético” o apoio de Paulo Maluf ao pré-candidato do PT à Prefeitura de São Paulo, Fernando Haddad. “Isso mostra que a esquerda tradicional, ou aquela que se chamava de esquerda, morreu”, afirmou. Segundo ele, o PPS é um partido de esquerda mas não pode ser confundido com legendas que fazem “acordos de conveniência” como o PT.

O PP homologou esta semana seu apoio à pré-candidatura do petista Fernando Haddad. Após a formalização do apoio de Maluf à Haddad, que contou com a presença do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a deputada federal Luiza Erundina (PSB) abriu mão da vaga de vice na chapa encabeçada pelo PT.

O PPS formalizou neste sábado a candidatura de Soninha Francine à Prefeitura de São Paulo por meio de uma coligação com o PMN (Partido de Mobilização Nacional), que indicou o candidato a vice na chapa, Lucas Albano.

Aliado de Marina Silva, Young foi candidato do PV ao Senado em 2010. Recebeu cerca de 4 milhões de votos, mas o número não foi suficiente para elegê-lo. Em julho do ano passado desfiliou-se do PV e, no final de setembro, ingressou no PPS. A direção do PPS ofereceu a Young a possibilidade de liderar a lista de candidatos a vereador do partido na capital paulista.