Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Papa deixa de pronunciar discursos para os novos embaixadores

O Papa Bento XVI não vai mais pronunciar discursos aos embaixadores durante a apresentação de suas cartas credenciais à Santa Sé, informou nesta segunda-feira o Vaticano.

A decisão foi tomada para simplificar a agenda do Papa, de 84 anos, devido à idade.

Na semana passada, Bento XVI recebeu, ao mesmo tempo, onze novos embaixadores, aos quais dirigiu um só discurso, um método pouco comum, já que o protocolo prevê audiências e alocuções separadas.

O padre Federico Lombardi, porta-voz do Vaticano, confirmou que se trata de mudança radical em relação à tradição de mais de meio século.

“O protocolo mudou em muitos países e não se pronunciam mais discursos”, explicou Lombardi.

Nos anos 60, o número de embaixadores acreditados junto ao Vaticano era de 90, enquanto que hoje em dia são 180, pelo que foram multiplicadas as cerimônias.

“Agora, o embaixador apresentará pessoalmente suas cartas credenciais”, explicou Lombardi, ao precisar que, dessa maneira, simplifica-se e uniformiza-se os costumes diplomáticos, tornando-os mais modernos.

Para alguns observadores a iniciativa está de acordo com a visão do Papa Joseph Ratzinger sobre o papel da Igreja, concedendo menos importância a assuntos diplomáticos e à política internacional e mais aos assuntos religiosos e teológicos.

Além disso, o número dois do Vaticano, o secretário de Estado, cardeal Tarcisio Bertone, não provém da carreira diplomática, como a maioria de seus predecessores.