Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Pai de Bernardo sai da sala e se recusa a ver imagens do cadáver do filho

Tribunal de Justiça interrompeu transmissão online para não chocar o público

Por João Batista Jr. - Atualizado em 15 mar 2019, 15h37 - Publicado em 14 mar 2019, 18h52

Durante a acusação da promotoria, na tarde desta quinta-feira, 14, foram mostradas imagens do corpo de Bernardo Boldrini.

As fotos, que levaram inúmeras pessoas do fórum às lágrimas, mostram o menino sendo retirado da cova, onde estava dentro de um saco de ráfia, e no IML — as mais chocantes pelo avançado grau de decomposição. Em função do que o MP diz ser soda cáustica jogada no corpo, há ossos e tendões aparentes. A vítima foi encontrada dez dias após o assassinato.

Reações distintas

Cada um dos quatro réus teve uma reação diferente. Leandro Boldrini escolheu sair da sala de julgamento para não ver as fotos. Graciele Ugulini, a madrasta, manteve os olhos abertos em direção ao chão. Edelvânia Wirganovicz fechou os olhos o tempo todo. O único a olhar para a televisor com as imagens foi Evandro Wirganovicz.

Publicidade