Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Nayara diz que foi pressionada a voltar

A adolescente Nayara Rodrigues, de 15 anos, mantida refém com a amiga Eloá Cristina Pimentel, também de 15 anos, por Lindemberg Alves, de 22 anos, disse que, após ser libertada pelo seqüestrador, foi pressionada pela polícia a voltar ao cativeiro para “ajudar na negociação”. A jovem também desmentiu a versão da polícia de que teria havido um disparo antes da invasão. “[Lindemberg] não atirou”, disse ela, em entrevista que foi ao ar neste domingo no programa Fantástico, da TV Globo.

Testemunha-chave do seqüestro ocorrido em Santo André no mês passado, Nayara contou sobre os momentos em que ficou refém de Lindemberg, ex-namorado de Eloá, que acabou morta no episódio. “Ele falava que tinha entrado ali para matar a Eloá e se matar”, revela Nayara. Ela também disse que teve medo de morrer, pois Lindemberg ameaçava matar um dos três amigos de Eloá que eram mantidos reféns na frente dela, para fazê-la sofrer. “Eu sabia que era eu, o tempo todo”, conta.

Ao ser questionada sobre a polêmica volta ao cativeiro, Nayara afirmou que nenhum policial pediu autorização a sua mãe para que ela retornasse ao prédio. Segundo Nayara, na manhã seguinte à libertação, ela foi acordada com a presença de um policial que vinha buscá-la. O retorno de Nayara ao local, para “ajudar na negociação”, seria uma condição imposta por Lindemberg para o fim do seqüestro, que já durava quatro dias.

Nayra contou que não foi orientada para evitar aproximação do seqüestrador. “Ele [o policial] falou que era para eu e o Douglas [irmão de Eloá] irmos, que o Douglas ia ficar no andar de baixo e eu ia subir e ficar no corredor. Quando ele [Lindemberg] me visse no corredor, ele ia me dar a mão, eu ia puxar a Eloá, e iríamos sair os três”. Nayara considera que faltou orientação da polícia no caso. “Pelo menos que tivesse aconselhado. Dado algumas dicas, tipo ‘se ele começar a falar para você se aproximar, você não se aproxima. Tenta recuar’, alguma coisa desse tipo, não é?”

O seqüestro de Santo André terminou com a morte de Eloá, que levou um tiro na cabeça. Lindemberg foi preso em flagrante.