Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Não houve abalo no governo, diz Vaccarezza sobre 2011

Por Rafael Moraes Moura e Vannildo Mendes

Brasília – O líder do governo na Câmara, deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP), fez uma avaliação positiva do primeiro ano da administração Dilma Rousseff. Para Vaccarezza, o Palácio do Planalto está em uma “tranquilidade grande”.

Vaccarezza participou hoje da reunião de coordenação no Palácio do Planalto, ao lado do líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), do líder do governo no Congresso, senador José Pimentel (PT-CE) e dos ministros Ideli Salvatti (Relações Institucionais), Helena Chagas (Comunicação Social), Edison Lobão (Minas e Energia) e Miriam Belchior (Planejamento) e da presidente Dilma Rousseff.

“Na Câmara e no Senado, todas as questões que nós considerávamos importantes para o País foram votadas”, afirmou. “A questão política foi muito positiva, o povo termina aprovando a administração da presidente Dilma de forma recorde, maior do que teve o presidente Fernando Henrique Cardoso no seu primeiro ano e até o presidente Lula, o que não é fácil. O governo (está) numa tranquilidade grande, não houve nenhum abalo.”

Saída de ministros

O líder do governo na Câmara minimizou a saída de seis ministros do governo por conta de denúncias. “Troca de ministro não é crise de governo, não teve problema político, problema político teve a oposição, mas isso é um problema da oposição”, respondeu.

Sobre a ingerência dos partidos no governo, alvo de reclamação pública da presidente, Vaccarezza rebateu: “É natural no regime político presidencialista termos um debate político e os partidos terem sugestões”.