Clique e assine a partir de 9,90/mês

Mulher de 72 anos usa cartaz para procurar emprego em SP

"Não peço dinheiro porque o dinheiro acaba e o serviço, não", disse Tereza Viega, fotografada na Avenida Paulista nesta terça-feira

Por Da redação - 27 Sep 2016, 21h26

A foto de uma mulher pedindo trabalho por meio de um cartaz na Avenida Paulista, em São Paulo, foi divulgada no Facebook na tarde desta terça-feira e rapidamente viralizou. A imagem mostra Dona Tereza, 72 anos, oferecendo seus serviços de diarista ou passadeira, com seu telefone para contato. Em três horas a foto foi compartilhada por 1.000 pessoas.

A gaúcha Tereza Viega é analfabeta. “Pedi para a vendedora de uma livraria escrever o cartaz pra mim. Tem algum erro?”, disse a idosa, por telefone, à reportagem do site de VEJA.

Ela mora sozinha em um quarto de pensão na Barra Funda, bairro da zona oeste da capital paulista, e tem seis filhos, quatro deles vivendo em outro Estado. “Não peço dinheiro porque o dinheiro acaba e o serviço, não”, disse ao site de VEJA.

Ela conta que, após a divulgação de sua foto nas redes sociais nesta terça-feira, uma mulher ligou para oferecer uma máquina de costura. “Recusei porque não sei costurar. E gosto mesmo é de fazer faxina”. A popularização no Facebook já rendeu um serviço: Dona Tereza vai trabalhar como diarista todas as sextas.

Continua após a publicidade

Em 2012, Tereza foi personagem de uma reportagem do jornal Folha de S.Paulo que mostrava sua ‘via crucis’ pela cracolândia em busca de sua nora grávida, viciada em crack.

A tradutora Alessandra Siedschlag criou uma vaquinha on-line para ajudar a idosa e apenas uma hora depois já havia arrecadado 3.000 reais. A quantia doada será entregue como presente de aniversário para Dona Tereza, que completa 73 anos no dia 16 de outubro.

 

Publicidade