Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Líder do PCC, Marcola é transferido para presídio federal em Brasília

Segundo Ministério da Justiça, medida faz parte de protocolo de segurança pública

Líder do Primeiro Comando da Capital (PCC), Marcos Willians Herbas Camacho, conhecido como Marcola, foi transferido nesta sexta-feira, 22, de um presídio federal em Porto Velho para uma unidade em Brasília. Além de Marcola, outros três presos foram transferidos: Claudio Barbará da Silva, o Barbará; Patric Velinton Salomão, o Forjado; e Pedro Luiz da Silva, o Chacal. O deslocamento dos detentos foi feito pela Força Aérea Brasileira.

“A ação é parte dos protocolos de segurança pública relativa à alternância de abrigo dos detentos de alta periculosidade ou integrantes de organizações criminosas, entre as unidades prisionais federais. A medida é estratégica para o isolamento de lideranças e fundamental para o enfrentamento e o desmonte de organizações criminosas”, afirma o Ministério da Justiça e Segurança Pública.

Veja também

A transferência é realizada em operação conjunta dos órgãos de Segurança Pública, coordenada pela Secretaria de Operações Integradas (Seopi), do Ministério da Justiça e Segurança Pública. Segundo a pasta, a escolta de transferência envolve agentes do Departamento de Penitenciário Nacional (Depen), do Comando de Operações Táticas da Policial Federal (COT/PF) e da Seopi.

No dia 13 de fevereiro, Marcola e outros 21 membros da facção foram transferidos para presídios federais em Porto Velho (RO), Brasília (DF) e Mossoró (RN). Conforme relatórios de inteligência do Ministério Público, eles são apontados como quadros da chamada “Sintonia Final”, a hierarquia mais elevada dentro da organização criminosa.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Joaquim Claudio Santiago

    Marcola se sentindo em casa , em Brasília. Vai até pedir para dar plantão no Congresso Nacional !

    Curtir