Clique e assine a partir de 9,90/mês

Luiz Fernando Pezão e Raquel Dodge manchetes de 2/11/17

Governo do Rio vai ao STF contra declarações do ministro da Justiça, Torquato Jardim

Por Da redação - 2 nov 2017, 07h45

O governo de Luiz Fernando Pezão, no Rio de Janeiro, a procuradora-geral da República Raquel Dodge e servidores públicos federais estão nas manchetes dos principais jornais do país nesta quinta-feira. Por pressão de oficiais da Polícia Militar, governo do Rio vai à Justiça contra o ministro Torquato Jardim. Na Folha de S.Paulo, Dodge se manifesta em inquérito que apura se tucano Aloysio Nunes recebeu da Odebrecht em campanha em 2010, enquanto no Estado de S.Paulo, funcionalismo reage a adiamento de reajuste salarial e elevação da contribuição.

O Globo
Pezão vai à Justiça contra ministro, e crise se aprofunda
O governo de Luiz Fernando Pezão decidiu interpelar no STF o ministro da Justiça, Torquato Jardim, que afirmou que comandantes da Polícia Militar no estado são sócios do crime organizado. O contra-ataque, acertado em reunião convocada às pressas com a cúpula da Segurança fluminense e oficiais de 44 batalhões, mantém em alta temperatura a crise deflagrada anteontem. 

Folha de S.Paulo
Dodge diz não ter dúvida de repasse a ministro de Temer
Procuradora-geral disse ao Supremo não ter dúvida de que o ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes, recebeu R$ 500 mil da Odebrecht em esquema para financiar campanha ao Senado em 2010. Dois delatores da empreiteira relataram o pagamento ao tucano. Um deles disse ter feito entregas, de R$ 250 mil cada uma, para representante do então candidato tucano.

O Estado de S.Paulo
Contra medidas, servidores vão à Justiça e ameaçam parar
Sindicatos que representam funcionários públicos federais vão entrar na Justiça contra a medida provisória editada pelo governo que adia o reajuste salarial de 2018 para 2019 e eleva a contribuição previdenciária dos servidores. Em protesto, eles já iniciaram paralisações. Ontem, auditores fiscais fizeram operação-padrão nos aeroportos e aduanas.

Correio Braziliense
Rollemberg faz campanha. Oposição lança candidatos
A cerimônia de posse de Maria de Lourdes Abadia na Secretaria de Projetos Estratégicos foi marcada pela celebração da aliança do governador Rodrigo Rollemberg com a tucana para as eleições de 2018. A reação foi imediata. O deputado federal Izalci Lucas, presidente do PSDB-DF, avisou que Abadia não tem aval para assumir o cargo e reafirmou que será candidato.

Publicidade