Clique e assine com até 92% de desconto

Libertado um dos líderes chineses da rebelião de Wukan

Por Mark Ralston 22 dez 2011, 08h50

As autoridades libertaram nesta quinta-feira um dos líderes da rebelião de Wukan, uma localidade do sul da China, cujos habitantes protestam contra as desapropriações abusivas de terras, confirmando desta maneira sua vontade de resolver esta crise, que teve muita repercussão.

“Meu irmão voltou para casa nesta tarde”, disse por telefone Zhang Jianxin, irmão de Zhang Jiancheng, um dos líderes da rebelião.

“Estou em liberdade condicional, portanto não posso falar muito e não tenho direito a aceitar entrevistas”, disse Zhang Jiancheng ao seu irmão.

Zhang foi detido há duas semanas por dirigir o protesto em Wukan, uma localidade costeira da província de Guangdong de 13 mil habitantes.

Outro dos líderes detidos, Xue Jinbo, morreu na prisão depois de ter sido espancado, segundo pessoas próximas, alegações que a polícia desmente.

As autoridades chinesas decidiram finalmente fazer concessões diante da rebelião em Wukan, que esteve sitiada por uma dezena de dias, afrouxando, em particular, o cerco policial.

Continua após a publicidade
Publicidade