Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Lancha naufraga com 129 pessoas na Bahia – 18 morrem

Embarcação fazia travessia entre cidades de Salvador e Vera Cruz; Marinha informa que não havia previsão de mau tempo na região

Uma lancha que fazia a travessia de passageiros entre a cidade de Salvador e a praia de Mar Grande, em Vera Cruz, na Bahia, virou na manhã desta quarta-feira. A embarcação é uma das que fazem o transporte diário na região da Baía de Todos os Santos.

No início da tarde, o comandante da Marinha Flávio Almeida fez uma revisão do número de mortos e declarou que há, até o momento, 18 vítimas fatais confirmadas. Horas antes,  autoridades chegaram a informar o número de 22 pessoas, mas o órgão decidiu considerar apenas os corpos que deram entrada junto ao Instituto Médico-Legal (IML) local. A força militar confirma que já foram resgatados 21 pessoas, mas ressalta que dezenas de outras conseguiram chegar à margem com a ajuda de embarcações particulares ou à nado, dada a relativa proximidade do local onde o acidente ocorreu.

Ao todo, 129 pessoas estavam na embarcação. A Capitania dos Portos informa que foi acionada às 7h45 da manhã e enviou três embarcações ao local, que estão fazendo o resgate dos passageiros. Outros três navios, da Base Militar de Aratu, também foram direcionados ao local.

Não existem ainda hipóteses para o acidente, mas a Marinha informa que apesar da região ter ocorrência eventual de ventos e mar agitado, não havia aviso de risco de mau tempo para a operação da travessia. O resgate está sendo coordenado com o Grupamento Aéreo (Graer) da Polícia Militar, com o Corpo de Bombeiros, e os serviços de atendimento médico.

A avaliação da lancha será feita pela Marinha, que analisará a regularização da embarcação e se a mesma operava com número de passageiros acima do permitido. A Secretaria de Segurança Pública informou que um inquérito será aberto para que as causas do acidente sejam apuradas.

A Travessia Salvador-Mar Grande é operada por uma empresa privada, a Associação dos Transportadores Marítimos da Bahia (Astramab). Procurada por VEJA, a Astramab ainda não se posicionou a respeito do ocorrido.

Políticos se manifestam

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), e o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), postaram notas de pesar em suas respectivas contas nas redes sociais. “Todas as forças do Governo do Estado estão mobilizadas para dar assistência e prestar socorro às vítimas. Estou acompanhando pessoalmente esta difícil operação desde cedo e todas as providências foram tomadas imediatamente, com o reforço dos nossos efetivos nas áreas da segurança e da saúde pública”, escreveu o governador, que decretou luto oficial de três dias.

“Todos os órgãos da Prefeitura estão envolvidos para ajudar nessa hora difícil. Uma equipe de psicólogos e assistentes da Secretaria Municipal de Promoção Social e Combate à Pobreza está no local para prestar atendimento social e psicológico. Também mobilizamos 5 ambulâncias do Samu (2 em Mar Grande e 3 em Salvador) e mais uma “ambulancha” para prestar socorro. As UPAs estão preparadas para atender às vítimas.”, informou ACM Neto.

“A Presidência da República lamenta profundamente a perda trágica de dezenas de vidas em acidentes com embarcações no Pará e na Bahia. O presidente Michel Temer manifesta, neste momento de dor, sua solidariedade às famílias das vítimas e coloca a estrutura do governo federal para ajudar nas buscas e no apoio aos sobreviventes”, diz a nota oficial da Secretaria de Comunicação Social.

Outro barco com passageiros naufragou nesta quarta-feira no Pará:

(Com Estadão Conteúdo)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Pedro Maciel

    O Mula esteve nas redondezas, não? Está explicado….

    Curtir

  2. JOSÉ ALVES GUIMARÃES

    Dentre os acidentados ou mortos, consta algum político, alguém possuidor de milhões de reais, algum funcionário público da união, alguém do judiciário? Tudo de ruim somente acontece com trabalhadores, pois são aqueles que não tem direito à nada. Como mudar tanta desigualdade?

    Curtir

  3. André Bouzon

    Acho que a Veja tem que impor limites do direito de expressão!
    Um tragédia, onde morreram crianças, mães e pais e o energúmeno do Pedro Maciel, faz um comentário de asno. Acredito que deva ter um mãe na zona e nem saber quem é o seu pai!!!

    Curtir

  4. Ataíde Jorge de Oliveira

    ÇENhOR do BöN_FïN
    mudou-$E pro_$ULmarAVILhA:@RRAïaLLd’JUDeX.com

    Curtir

  5. já são confirmadas 10 mortes em naufrágil de salvador até agora as 11:30.

    Curtir

  6. Está mais do que na hora de construir a ponte (que nunca sai do papel) e acabar com essas perigosas travessias.

    Curtir