Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Justiça transfere réu para presídio de segurança máxima

René Luiz Pereira, acusado de tráfico internacional de drogas e lavagem de dinheiro, vai ser transferido para presídio de Catanduvas

A Justiça Federal do Paraná determinou nesta quinta-feira a primeira transferência de um réu da Operação Lava Jato para a Penitenciária Federal de Catanduvas, um complexo de segurança máxima. A operação desmontou uma organização criminosa, capitaneada pelo doleiro Alberto Youssef e pelo ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa, que movimentou mais de 10 bilhões de reais. René Luiz Pereira é acusado de tráfico internacional de drogas e lavagem de dinheiro. Ele deve ser enviado ao presídio de segurança máxima, de acordo com decisão do juiz Sérgio Moro, divulgada nesta quinta-feira.

“Havendo indícios de seu envolvimento em grandes carregamentos de drogas e em lavagem de dinheiro de vulto, entendo que Rene Luiz Pereira reúne o perfil de presos próprio para os presídios federais, conforme previsão da Lei 11.671/2008”, diz a decisão judicial.

Ligado a Youssef e ao doleiro Carlos Habib Chater, o traficante é acusado de enviar mais de 750 quilos de cocaína à Europa. Investigado inicialmente por transações com doleiros, o envolvimento de Pereira com o tráfico de drogas só foi constatado na Lava Jato com o avanço das investigações. Policiais descobriram que ele era o verdadeiro dono de uma carga de 698 quilos de cocaína, apreendida em 21 de novembro de 2013, na Rodovia Washington Luís, no município de Araraquara, interior paulista. Três intermediadores foram presos na ocasião, mas mensagens trocadas por Pereira com interlocutores deixavam claro que a carga era dele. A operação constatou ainda a remessa de 55 quilos da droga para a Espanha, que acabou apreendida pela polícia no Porto de Valência, em 18 de outubro do ano passado.

Leia também:

Youssef ofereceu comissões a PMDB e PT por negócio, diz contadora

Doleiro Alberto Youssef é condenado por corrupção

CPI aprova convocação de ex-contadora de doleiro