Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Justiça dos EUA indicia homem que disparou em universidade

O homem de nacionalidades coreana e americana, detido pelo massacre numa universidade religiosa de Oakland (Califórnia, perto de San Francisco), foi indiciado nesta quarta-feira por sete assassinatos, informou a promotoria citada pela imprensa local.

One Goh, de 43 anos, que se rendeu pouco depois de executar suas vítimas, também é acusado de três tentativas de morte, informou a promotora do distrito, Nancy O’Malley.

“Estes crimes devastadores não têm precedentes no condado de Alameda”, ao qual pertence a instituição, disse O’Malley em nota divulgada pelo jornal Los Angeles Times.

“Vamos trabalhar incansavelmente para que ele responda na justiça por essas mortes”, acrescentou.

Na segunda-feira, o homem entrou no prédio da universidade, tomando como refém uma recepcionista, enquanto procurava por uma determinada funcionária, segundo a polícia.

Quando se deu conta de que a mulher não estava no local, disparou contra a secretária e obrigou estudantes a se colocarem contra a parede, atirando em cada um deles.

As vítimas, seis mulheres e um homem, eram procedentes de Nigéria, Nepal e Coreia, com idades entre 21 e 40 anos, informou a polícia.