Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Incêndio em depósito de combustível ainda interdita 28 casas

Transportadora Petrogold está irregular perante a prefeitura de Duque de Caxias e com a licença ambiental do governo do estado do Rio

Vinte e oito casas continuavam interditadas, na noite desta sexta-feira, 24, em razão do incêndio que atingiu um depósito da distribuidora de combustíveis e lubrificantes Petrogold, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. O fogo começou às 11 horas de quinta-feira e foi controlado cerca de seis horas depois. Mas, devido à grande quantidade de material combustível (2 milhões de litros de gasolina, álcool e diesel), os focos permaneceram até o fim da manhã de sexta. Um funcionário da empresa, de 43 anos, morreu com 90% do corpo queimado. Outras sete pessoas precisaram de atendimento médico.

Leia ainda: Para o MP, governo do estado falhou no licenciamento

Por volta das 9 horas desta sexta, 24, uma grande explosão assustou quem estava próximo do depósito, onde foram destruídos seis tanques (dois com gasolina, dois com álcool, um com diesel e um com água). Segundo os bombeiros, esse tipo de reação era esperada, devido ao material que estava queimando.

Entenda: Depósito de combustível incendiado não tinha autorização ambiental

Segundo a Defesa Civil de Duque de Caxias, 116 imóveis foram desocupados em razão do incêndio, cujas causas só serão esclarecidas pela perícia. Desses, 12 foram parcialmente atingidos pelo fogo. Eles serão vistoriados para averiguar se precisam de reforma ou terão de ser demolidos. A Petrogold está irregular perante a Prefeitura de Duque de Caxias e o estado do Rio. Na Agência Nacional do Petróleo (ANP), a empresa está legalizada.

Leia mais:

Leia mais: Depósito de combustível incendiado tem nova explosão