Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Idosa agredida por enfermeiro em UTI morre em SP

Thereza de Jesus Garcia, de 78 anos, faleceu após complicações de uma cirurgia de alto risco; sindicância que apura agressão vai continuar

Por Da Redação Atualizado em 3 Maio 2017, 09h26 - Publicado em 2 Maio 2017, 10h44

Faleceu, nesta segunda-feira, Thereza de Jesus Garcia, de 78 anos, que estava internada no Hospital Municipal do Servidor Público, em São Paulo. No último dia 16 de abril, a idosa foi agredida por um dos enfermeiros que faziam seus cuidados no hospital, quando se recuperava de uma cirurgia vascular na perna esquerda.

Segundo nota emitida pela Secretaria Municipal de Saúde, Thereza passou por uma cirurgia arterial de alto risco, com o consentimento de sua família, e faleceu por “complicações pós-cirúrgicas, como insuficiência renal e cardíaca”. A Secretaria ressalta que ela tinha idade avançada e “doenças preexistentes que agravavam o quadro clínico geral”.

A VEJA, Hedilaine Aparecida Garcia, filha de Thereza, relatou as agressões à mãe, que teriam acontecido após ela pedir ao profissional um copo d’água. “Minha mãe é uma pessoa totalmente lúcida, não apresentava confusão mental nenhuma e foi covardemente agredida por esse enfermeiro. Ela relatou diversas vezes a mesma versão. Quando o enfermeiro entrou no quarto, ela pediu um copo de água e ele começou a falar diversos palavrões, puxou os cabelos dela e a agrediu até cansar. Minha mãe está com diversas marcas roxas no rosto, isso é revoltante. Assim que vi o estado da minha mãe, comecei a chorar”, disse.

  • De acordo com a nota, a investigação sobre o caso, aberta após as denúncias, vai continuar. “A direção informa que uma sindicância está em andamento para investigar os fatos e o funcionário permanece afastado de suas funções. O caso também está sendo investigado pelo Conselho Regional de Enfermagem e polícia.”

    Veja o vídeo gravado por um dos filhos de Thereza, em que ela diz relata a agressão:

    Continua após a publicidade
    Publicidade