Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Hacker de Marcela Temer é condenado a cinco anos de prisão

Silvonei José extorquiu a família de Marcela ameaçando divulgar fotos íntimas. Ele chegou a pedir 300 mil reais para não divulgar o material

O hacker Silvonei José de Jesus Souza, 35 anos, que clonou o celular da primeira-dama Marcela Temer e a extorquiu ameaçando revelar fotos íntimas foi condenado a 5 anos, 10 meses e 25 dias de prisão nesta segunda-feira pelo crime de extorsão e estelionato. Souza chegou a pedir 300 mil reais a Marcela e sua família e foi preso em 11 de maio. O processo segue em segredo de Justiça.

LEIA TAMBÉM:
Polícia prende hacker que extorquiu Marcela Temer
Marcela Temer faz 1º discurso como primeira-dama
A primeira-dama e o hacker

Conforme revelou VEJA em maio deste ano, o hacker disse que teve acesso a fotos de Marcela quando explorava aleatoriamente os arquivos do HD pirata, que ele adquiriu no bairro paulista de Santa Efigênia, reduto de comércio de eletrônicos. De posse de agenda de contatos de Marcela, clonou seu celular e escreveu a Karlo Tedeschi fingindo ser a primeira-dama.

Na mensagem, Souza se passando pela primeira-dama dizia ao irmão estar sendo chantageada por um hacker que teria em seu poder duas fotos íntimas dela e pedia que depositasse 15 000 reais em uma conta bancária para que o bandido não divulgasse o material. Karlo Tedeschi caiu no trote e fez o depósito dos 15 000 reais no dia seguinte.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Waldemor Weick

    Não quero saber quantos anos de cadeia o meliante pegou…Quero é ver as fotos…postem ai….

    Curtir