Clique e assine a partir de 9,90/mês

Grupo Bertin pagou reforma no sítio de Atibaia, segundo PF

Análise do e-mail do arquiteto responsável pela obra indica mensagens com funcionários do grupo e comprovantes de pagamentos pelos serviços

Por Da redação - Atualizado em 29 Nov 2016, 10h34 - Publicado em 29 Nov 2016, 10h29

Um relatório de investigação da Polícia Federal indica que o Grupo Bertin pagou parte da reforma do sítio Santa Barbara, em Atibaia (SP), frequentado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O documento faz parte das investigações da 24ª fase da Operação Lava Jato e é datado de 16 de setembro deste ano. Lula responde a inquérito por ter recebido benesses de empreiteiros que reformaram o imóvel, registrado em nome dos empresários Fernando Bittar e Jonas Suassuna, sócios do filho de Lula.

O laudo da PF analisa o e-mail do arquiteto Igenes dos Santos Irigaray Neto, que cuidou pessoalmente da reforma do sítio. Nelas, aparecem trocas de mensagens com funcionários do Grupo Bertin, através do e-mail corporativo destes. Há negociações de pagamentos, comprovantes de depósitos por serviços prestados, e orientações sobre detalhes das obras.

A Polícia Federal identificou três depósitos feitos na conta de Irigaray Neto pela empresa Rema Participações Ltda, que é parte do Grupo Bertin. As remessas foram feitas entre os dias 5 de novembro de 2010 e 18 de março de 2011, somando 110.516 reais. O valor total do contrato, segundo uma das mensagens, seria de 225.000 reais.

comprovantes sítio Atibaia Igenes dos Santos Irigaray Neto Lula Bertin Rema
comprovantes sítio Atibaia Igenes dos Santos Irigaray Neto Lula Bertin Rema Reprodução

O sítio Santa Bárbara entrou na mira da Operação Lava Jato após a descoberta de que empreiteiras do petrolão (OAS e Odebrecht) realizaram reformas no local. Os investigadores suspeitam que o ex-presidente, que sempre negou ser o dono da propriedade, recebeu gratificação das construtoras em troca de contratos obtidos da Petrobras. A propriedade está registrada oficialmente no nome dos empresários Fernando Bittar e Jonas Leite Suassuna Filho. Bittar é filho de Jacó Bittar, ex-prefeito de Campinas e amigo pessoal de Lula. E Suassuna é sócio de Fábio Luis Lula da Silva, o Lulinha, na empresa BR4 Participações.

Publicidade