Clique e assine a partir de 9,90/mês

Governo reconhece situação de emergência em cinco municípios de MG

Desde o início do ano, 148 municípios decretaram situação de emergência por causa da estiagem atípica, segundo dados da Defesa Civil mineira

Por Da Redação - 9 set 2014, 11h41

O governo federal reconheceu situação de emergência em mais cinco municípios de Minas Gerais em decorrência da seca. Estão citados em portaria publicada nesta terça-feira no Diário Oficial da União os municípios Coronel Murta, Grão Mogol, Janaúba, Leme do Prado e Urucuia.

Conforme o Ministério da Integração Nacional, situação de emergência é uma condição anormal decretada em razão de desastre. Embora não excedendo a capacidade inicial de recobro do município ou do Estado atingido, requer auxílio complementar do Estado ou da União para as ações de socorro e de recuperação.

Leia também:

Em oito questões, entenda a crise da água em São Paulo

Continua após a publicidade

Economia de água na Grande SP sobe em agosto, mas é inferior a junho

Dados divulgados nesta terça pela Defesa Civil de Minas Gerais mostram que desde o começo do ano 148 municípios mineiros decretaram situação de emergência. Todos justificaram como causa a estiagem atípica, que vem comprometendo Sistema Cantareira desde o início deste ano. As nascentes das duas principais represas do sistema, Jaguari e Jacareí que, juntas, representam cerca de 80% de toda a capacidade do manancial, estão no Estado de Minas Gerais. Segundo a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), somente em Extrema (MG), há 2.000 nascentes que compõem o Rio Jaguari. Nesta terça feira, o nível do Cantareira voltou a cair, registrando volume de 10% da capacidade total do manancial. Atualmente, os reservatórios contam apenas com a água do chamado volume morto – uma reserva emergencial.

(Com Estadão Conteúdo)

Publicidade