Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Gol é campeã de atrasos em aeroportos

Por Da Redação 22 dez 2008, 12h50

A Gol – que detém a segunda maior fatia do mercado aéreo doméstico brasileiro – lidera o número de atrasos ocorridos nos principais aeroportos do país entre o último sábado e esta segunda-feira. De acordo com dados da Infraero, estatal que administra as pistas, 292 das 632 decolagens de aeronaves da empresa registravam atrasos entre 0h e 19h desta segunda-feira. O número, que inclui aviões da Varig, equivale a 46,2% das operações da companhia.

No mesmo período, a TAM, líder do mercado, registrava apenas 71 atrasos, do total de 606 operações de decolagem da empresa. A cifra equivale a 11,7% das operações.

Culpa – Diante dos atrasos, o ministro da Defesa, Nelson Jobim, responsabilizou a empresa nesta segunda-feira: “Houve cancelamento de vôos e a Gol atrasou alguns vôos”, disse o ministro. Ele disse ainda que a recente redução do quadro de funcionários, promovida pela aérea, cooperou para a ocorrência de problemas.

Os atrasos provocaram atritos entre a companhia e a Infraero no domingo. A estatal responsabilizou a Gol por problemas ocorridos nas esteiras de bagagens do aeroporto internacional de Cumbica, em Guarulhos, na Grande São Paulo.

Desmentido – Em nota, a empresa afirmou que um defeito no equipamento havia contribuído para a demora, e que a Infraero já estava providenciando o conserto. O comunicado foi prontamente desmentido pela Infraero.

“A Infraero esclarece que, diferente do que foi informado pela assessoria da Gol, não houve problemas com a esteira de bagagens em questão, mas sim má utilização da esteira pelos funcionários da empresa. Este fato, entretanto, não teve relevância nos atrasos provocados pela companhia aérea, até mesmo porque a manutenção nem precisou ser acionada”, disse a nota da estatal. “Fica aqui um alerta para que a Gol reforce o treinamento de seus funcionários”, completou a Infraero.

Continua após a publicidade
Publicidade