Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Exército abre inquérito para apurar acidente com paraquedista

Equipamento reserva abriu acidentalmente e jogou militar para fora da aeronave. Na semana passada, explosão de mina matou um e feriu dez, na Vila Militar

Um instrutor de paraquedismo do Exército sofreu um grave acidente, na manhã desta segunda-feira, durante um voo, no Campo dos Afonsos, na zona oeste do Rio de Janeiro. O capitão Leonardo Abraão Rodrigues, de 33 anos, foi lançado para fora do avião, quando seu paraquedas reserva abriu-se acidentalmente. Ele caiu de uma altura de aproximadamente 1,2 mil pés (cerca de 400 metros) e sofreu fraturas nos dois tornozelos e uma lesão no braço, ao chocar-se com o solo.

O Exército vai abrir um inquérito para apurar a falha no equipamento. Rodrigues foi levado para o Hospital Geral do Rio de Janeiro (HGRJ – Vila Militar) e, depois, transferido para o Hospital Central do Exercito. O estado de saúde dele é estável. O instrutor, que está no Exército há 16 anos e atua como paraquedista desde 2007, acompanhava um grupo de novos paraquedistas.

Na semana passada, outro acidente matou o militar Vinícius Figueira Benedito Eugênio, 22 anos, e deixou outas dez pessoas feridas, na Vila Militar. Uma mina explodiu no Campo de Instrução do Camboatá, durante o treinamento para o curso de formação de sargentos do Exército da Escola de Sargentos de Logística. O Comando Militar do Leste (CML) informou, por nota, que abriu um Inquérito Policial Militar (IPM) para apurar as circunstâncias dos fatos.