Clique e assine a partir de 9,90/mês

Enquete: Moro errou ao pedir que apoiadores não fossem a Curitiba?

'Tudo o que se quer evitar nessa data é confusão', disse o juiz da Lava Jato em postagem no Facebook da sua mulher

Por Da redação - Atualizado em 10 maio 2017, 03h22 - Publicado em 9 maio 2017, 16h51

No último sábado, o juiz Sergio Moro publicou um vídeo na página do Facebook da sua mulher, Rosangela Wolf Moro, para pedir aos apoiadores da Operação Lava Jato que não fossem a Curitiba nesta quarta-feira, dia 10 de maio, quando ele interrogará o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pela primeira vez. O motivo, segundo ele, era evitar confrontos com a militância petista e movimentos de esquerda que organizaram comícios e carreatas à capital paranaense. Muitos consideraram a atitude de Moro prudente. Outros, no entanto, a julgaram questionável pelo fato de ele, sendo juiz e não podendo assumir nem um lado nem outro, ter se dirigido a apenas um grupo no vídeo — no caso, os defensores da Lava Jato.

“Eu tenho ouvido que muita gente que apoia a Operação Lava Jato pretende vir a Curitiba manifestar esse apoio, ou pessoas mesmo de Curitiba querem vir aqui manifestar esse apoio. Eu diria o seguinte: esse apoio sempre foi importante, mas, nessa data, ele não é necessário. Tudo o que se quer evitar nessa data é alguma espécie de confusão e conflito e, acima de tudo, não quero que ninguém se machuque em eventual discussão ou conflito nessa data. Por isso, a minha sugestão é: não venha, não precisa, deixa a Justiça fazer o seu trabalho. Tudo vai ocorrer com normalidade, e eu espero que todos compreendam”, disse o juiz na gravação (assista abaixo).


https://www.facebook.com/rosangelawolffmoro/videos/1733003290324686/

 

Publicidade