Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Enchentes em SC podem ser piores que as de 2008

Conforme boletim da Defesa Civil do Estado, cerca de 600 mil pessoas foram afetadas pelas chuvas e mil residências atingidas

Por Da Redação 8 set 2011, 19h40

O vale do rio Itajaí-Açu pode vivenciar uma das maiores enchentes dos últimos 19 anos. As cidades do alto vale estão em alerta. Os departamentos da Defesa Civil dos municípios apelam para que as famílias abandonem as casas. Em Itajaí, no litoral catarinense, a Defesa Civil alertou a população para os estragos com a chuva, que poderão ser maiores que os registrados na catástrofe de 2008, quando mais de 130 pessoas morreram, a maioria atingida por deslizamentos de terra.

Conforme boletim da Defesa Civil do Estado, cerca de 600 mil pessoas foram afetadas e mil residências atingidas, 10 cidades decretaram situação de emergência e Rio do Sul decretou estado de calamidade pública. Inundações no centro e na maioria dos bairros, com o nível do rio acima dos 12 metros e deslizamentos de terra em diversos pontos, obrigaram o prefeito Milton Hobus a assinar o decreto.

A maior preocupação das autoridades das 46 cidades atingidas pelas fortes chuvas dos últimos três dias, conforme registro da Defesa Civil Estadual, é quanto a possibilidade de transbordo e risco de danos nas barragens instaladas, principalmente na região do vale. Algumas tiveram suas comportas abertas, o que aumenta significativamente o volume de água nos rios que cortam várias cidades, entre elas Blumenau.

Até o fim da tarde desta quinta-feira, pelo menos 122 ruas tiveram ocorrência de alagamentos em 16 bairros e deslizamentos de terra, além de queda de barreiras. A determinação das autoridades da cidade é para que a população abandone urgentemente as residências situadas em áreas de risco, estoquem alimentos e água e procurem abrigos oferecidos pela prefeitura. O município registrou o maior acúmulo de chuva, onde foi registrado 187 milímetros no período de 72 horas, quando o normal para um mês é de até 160 milímetros. O rio Itajaí, que corta a cidade, alcançou 11,5 metros acima do nível normal no início desta noite.

Emergência – Blumenau decretou situação de emergência, afetando 280 mil pessoas. De helicóptero, o governador Raimundo Colombo sobrevoou a cidade. “A situação realmente é negativa e o Estado vai dispor toda a sua estrutura para ajudar tanto Blumenau como as outras cidades”, disse.

O nível do rio Itajaí-Açu obrigou 15 mil moradores a se deslocar para a casa de familiares ou amigos e 41 pessoas estão desabrigadas. A previsão é de que o rio chegue a 14 metros às 5 horas da manhã desta sexta-feira. Entre as cidades com volumes de chuva acima do normal se destacam Florianópolis (180mm), Joinville (172mm) e Indaial (168mm).

Continua após a publicidade

Outros seis municípios catarinenses acumularam, entre terça-feira e o fim da tarde de hoje, volumes de chuva superiores ao normal para o mês inteiro de setembro. O maior registro foi em Campos Novos, no meio-oeste, onde a precipitação alcançou 195mm e os valores médios mensais variam de 150 a 160mm.

A previsão do tempo indica que a chuva vai continuar e os volumes devem aumentar ainda mais durante a noite de hoje e a próxima madrugada. Pelo menos outros 13 municípios se aproximam de valores acumulados superiores às médias mensais. A situação de maior atenção é na região do Vale do Itajaí. A partir desta sexta-feira, a expectativa é de que a intensidade da chuva diminua. No fim de semana há possibilidade de abertura de sol, mas ainda com muitas nuvens, principalmente no litoral do Estado.

(Com Agência Estado)

LEIA TAMBÉM

Três mortos nos últimos cinco dias em Santa Catarina

MP cobra medidas imediatas contra chuvas em Friburgo

Continua após a publicidade
Publicidade