Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Em novembro, reservatórios devem chegar ao menor nível em 20 anos

Segundo Operador Nacional do Sistema Elétrico, apesar da situação preocupante, não há risco de apagão

Por Jana Sampaio Atualizado em 20 jun 2021, 14h37 - Publicado em 20 jun 2021, 14h35

Responsável por 70% da energia produzida no Brasil, os reservatórios das hidrelétricas do Sudeste e do Centro-Oeste devem atingir o menor nível mensal em 20 anos em novembro. De acordo com o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), é possível que, no fim deste ano, os tanques alcancem apenas 10% da capacidade – hoje eles estão em 30%. Apesar do baixo volume registrado atualmente, resultado do recorde da falta de chuva dos últimos 90 anos, não há risco de apagão.

O levantamento da ONS, divulgado pelo G1, garante o fornecimento de energia para este e o próximo ano, caso o período chuvoso seja suficiente para amenizar o problema. Entre as ações adotadas pelo governo e as agências reguladoras, estão o uso de usinas termelétricas, a edição do decreto que regulamenta os leilões de contratação de instalações “reservas” e até a importação de energia de países vizinhos como Argentina e Uruguai.

Desde o início de junho, entrou em vigor a bandeira vermelha na conta de luz, a mais cara do sistema, que corresponde a cobrança adicional de R$ 6,24 para cada 100 kWh consumido.

No fim do último governo Fernando Henrique Cardoso, entre julho de 2001 e fevereiro de 2002, a crise hídrica provocou a interrupção do fornecimento e distribuição de energia elétrica no país.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)