Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Dilma encontra protestos pró e contra o governo no Rio

Presidente inaugurou BRT Transcarioca e fez, como de costume, elogio aos aliados Pezão e Paes. Á tarde, almoço tratará de alianças políticas no Estado

A presidente Dilma Rousseff inaugurou, na manhã deste domingo, o BRT Transcarioca, corredor expresso que liga o Aeroporto Internacional Tom Jobim, na Ilha do Governador, ao Terminal Alvorada, na Barra da Tijuca. Em Madureira, onde desembarcou, a presidente enfrentou um protesto de professores em greve no Rio – simultâneo a um ato de apoio a ela e ao PT, com bandeiras do partido. “O Transcarioca é transporte público de massa de qualidade. É um presente para o Rio que só foi possível com a política de pacificação”, disse a presidente, para elogiar ao mesmo tempo seus dois aliados, o governo do Estado, agora com Luiz Fernando Pezão (PMDB), e a prefeitura, com Eduardo Paes (PMDB).

Acompanhada por Pezão e Paes, a presidente embarcou no aeroporto e passou por diversos bairros e favelas do subúrbio carioca, como os Complexos do Alemão, da Penha, Maré (ocupado por tropas federais) e da Serrinha. O percurso teve a segurança reforçada por homens do Exército e da Polícia Militar desde as primeiras horas da manhã deste domingo. Durante discurso, Paes elogiou o ex-governador Sérgio Cabral – único político sem mandato que falou durante a cerimônia – e defendeu a política de pacificação, ressaltando o trabalho do ex-governador. O prefeito citou o Alemão e a Maré, mas ignorou os recentes conflitos no local.

Leia também:

Dilma inaugura obra inacabada no Galeão

O ônibus articulado com a comitiva levou 40 minutos para chegar a Madureira, mas parou na Ilha do Governador e em Ramos para inauguração de um viaduto e de uma ponte que integram o BRT Transcarioca.

Transporte para Copa – Segundo corredor exclusivo de ônibus na cidade, o Transcarioca é a única obra de mobilidade que serve aos turistas que virão para a Copa do Mundo. A partir de quarta-feira, o sistema começará a operar entre o aeroporto e a Barra da Tijuca, com integração com o metrô, facilitando o acesso de turistas ao estádio do Maracanã. O BTR Transcarioca passa por 27 bairros e vai transportar 320.000 passageiros por dia, segundo estimativa da prefeitura.

A presidente foi recebida com samba em Madureira. “Acho que o BRT Transcarioca dá samba. Porque só as coisas grandes desse país deram samba. O BRT Transcarioca tem estatura, tem história, tem benefício para dar samba”, discursou Dilma, durante a cerimônia de inauguração da via expressa. Segundo a presidente, PT e PMDB formam uma grande parceria na cidade e no Estado do Rio de Janeiro desde o governo do presidente Lula. “Aqui no Rio formamos uma grande parceria desde o presidente Lula. Essa parceria nós fizemos não para nós mesmos, fizemos para a população do Rio de Janeiro”, disse.

Política – A presidente tem almoço com Pezão e Paes na Gávea Pequena, residência oficial do prefeito. Na pauta, estarão os palanques no Rio de Janeiro para as próximas eleições de outubro e as alianças a serem formadas. O temor do governo é que PMDB e PSDB façam uma aliança com o DEM do ex-prefeito Cesar Maia para reforçar a chapa à reeleição de Pezão e o palanque no Estado do senador Aécio Neves (PSDB-MG), candidato a presidente, com o lançamento do movimento “Aezão”. O Palácio do Planalto trabalha para evitar essa aliança.

Estava prevista para a tarde deste domingo a participação da presidente em cerimônia na estrada do Aterro do Leme, em Santa Cruz, para entrega de 1.340 unidades habitacionais do programa Minha Casa Minha Vida. O evento foi cancelado.

(Com Estadão Conteúdo)