Clique e assine a partir de 9,90/mês

Dilma defende “coalizão forte” para governar

Por Da Redação - 2 mar 2012, 13h42

Por Rafael Moraes Moura, Tânia Monteiro e Ricardo Brito

Brasília – Em meio à pressão da base governista rebelada contra o apoio do Palácio do Planalto ao PT nas eleições municipais, a presidente Dilma Rousseff defendeu hoje uma “coalizão forte” para promover mudanças no País, durante cerimônia de posse do novo ministro da Pesca e Aquicultura, Marcelo Crivella.

Dilma se aconselhou ontem com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e adiou mudanças nos ministérios por mais uma semana. Durante a conversa, que durou aproximadamente três horas, a presidente e seu padrinho mostraram preocupação com o racha na base aliada do governo e com as dificuldades para agregar apoio em torno da candidatura do petista Fernando Haddad à Prefeitura de São Paulo.

“Ao chegar ao governo, o presidente tem o dever de governar para todos, inclusive para aqueles que não votaram nele. Um presidente ou presidenta tem obrigação para o conjunto da nação. E, ao mesmo tempo, se apoia numa coalizão de partidos”, discursou Dilma.

Continua após a publicidade

Para a presidente, a entrada de Marcelo Crivella no Ministério da Pesca e Aquicultura simboliza o “reconhecimento do papel do partido republicano brasileiro nessa grande coalizão que nos ajuda a governar”.

Publicidade