Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Dilma: crise global ocorre por falta de recurso político

Por Da Redação 21 set 2011, 11h12

Por AE

São Paulo – No discurso de abertura da 66ª sessão da Assembleia-Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), a presidente Dilma Rousseff disse hoje que a atual crise econômica global não ocorre porque os líderes dos países desenvolvidos não encontraram soluções, ou pela falta de recursos financeiros. “É por falta de recursos políticos e clareza de ideias”, destacou. Na sua avaliação, uma parte do mundo não encontrou equilíbrio entre ajuste fiscal apropriado para demanda e crescimento. “E ficam presos na armadilha que não separa interesse partidário dos interesses legítimos da sociedade”.

Em seu discurso, a presidente do Brasil disse que o desafio colocado nessa crise é substituir teorias defasadas do mundo velho por novas formulações de um mundo novo. “A face mais amarga da crise é que o desemprego se amplia. É vital combater essa praga para ela não se alastrar. Nós, mulheres, sabemos, mais do que ninguém, que desemprego não é estatística, pois nos tira esperança e deixa a violência e a dor.”

Dilma reiterou que é significativo que seja a presidente de um país emergente que fale dessa tragédia que assola os países mais desenvolvidos. “O Brasil tem sido menos afetado pela crise mundial, mas sabemos que a capacidade e a resistência não são ilimitadas. Queremos poder ajudar os países onde crise é aguda. A cooperação é uma oportunidade histórica.”

Continua após a publicidade
Publicidade