Clique e assine a partir de 9,90/mês

Dez anos de morte de Tim Lopes é lembrada no Rio

Por Da Redação - 2 jun 2012, 12h35

Por AE

Rio – Neste sábado, dia em que o assassinato do jornalista Tim Lopes completa dez anos, amigos e parentes lhe prestaram uma homenagem no Complexo do Alemão. Lenços brancos – 6.353, o número de dias desde sua morte – foram amarrados em varais. Atividades culturais também foram programadas.

A iniciativa, que mobilizou moradores de favelas do conjunto, foi da irmã de Tim, Tânia Lopes. “Estamos celebrando a paz, a liberdade e a vida digna dada à população daqui. Tim não morreu em vão”, disse. O filho do jornalista, Bruno Quintella, também participou da homenagem.

Tim Lopes, que trabalhava na TV Globo, foi torturado e executado por traficantes no Alemão por estar com uma câmera escondida com a qual filmaria a prática de crimes num baile funk. Os bandidos foram julgados e presos. Hoje, o Alemão já tem quatro Unidades de Polícia Pacificadora.

Continua após a publicidade
Publicidade