Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Desembargadora determina retorno de polícia Civil e Militar no RN

Judite Nunes considerou ilegal a paralisação da categoria

Após pedido da Procuradoria-Geral do Estado do Rio Grande do Norte, a desembargadora Judite Nunes considerou ilegal a paralisação das polícias Civil e Militar, além do Corpo de Bombeiros do Estado em razão da falta de pagamentos dos salários de novembro.

Em sua decisão, tomada no plantão judiciário, na tarde de domingo, ela determinou que retornem imediatamente para suas funções, com multas diárias de 2 mil a 30 mil reais para associações e sindicatos que representam as categorias.

Desde do dia 19, militares não deixam os quartéis. A Polícia Civil aderiu ao movimento um dia depois. Desde então, o patrulhamento na capital Natal é feito por policiais da Força Nacional. As associações representativas ainda não receberam o comunicado oficial da desembargadora.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Johnny Bravo

    Quem é a parte pagante das categorias para julgar ilegal uma greve? E quem julga ilegal eles receberem salários indignos para desempenhar a função deles? Quem paga as contas deles? Só no Brasil mesmo que o governo medíocre decide quem pode e quem não pode lutar pelos seus direitos… Piada patética… Acorda, povo…

    Curtir

  2. Espelho, Espelho Meu!
    Existe Um “Note” Mais
    Lindo Que O Meu ???
    Dell AWR-17R4-M40C
    Quando Jogar Não É
    O Bastante…

    Curtir

  3. Claudivan Albuquerque de Oliveira

    Desembargadores, juízes e ministros do stf ganham auxílio isso, auxílio aquilo e recebem salários acima do teto constitucional. Eles têm mesmo muita moral pra tornar algo ilegal ou não!

    Curtir

  4. Não seria mais justo determinar que paguem os salários aos policiais e bombeiros?

    Curtir

  5. Mário Evaristo De Oliveira Filho

    “De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto.”
    Rui Barbosa

    Curtir

  6. Kuark Dos Reis

    Ficar o trabalhador sem receber seus proventos / salários por parte desse governante não é ilegal ? Essa desembargadora já recebeu o seu quinhão ? Então quem é ela para falar asneira ?

    Curtir

  7. A justiça deste país sempre foi o verdadeiro motivo de nossa vergonha internacional, e, é de longe, e muito longe, o pior dos poderes da República.A desembargadora Judith Nunes determina que a greve destes coitados, que são numa sociedade saudável e não infectada pela ideologia da esquerda bufa reconhecidos quanto heróis, ilegal, mesmo depois de estarem sem receber há quatro meses, ao tempo em que, a digníssima desembargadora tem seus salários volumosos oriundos da mesmo fonte, que os policiais, rigorosamente em dia, se a justiça do RN quer declarar alguém ilegal que o faça contra o governador que tem inúmeros processos por improbidade, do tempo em que foi, para o mal deste estado, presidente da Assembléia Legislativa…RESPEITEM A POLÍCIA SEUS CANALHAS!!!

    Curtir

  8. Justiça, qual justiça ? A que solta políticos corruptos e empresários ladrões ? Qual greve é legal para esses fantasiados de capas pretas que recebem indecentes auxílios junto com seus já ótimos salários ??

    Curtir