Clique e assine a partir de 9,90/mês

Depois de cinco dias estável, nível do Cantareira aumenta neste sábado

Acúmulo de chuvas no manancial ajudou o sistema a registrar nova alta; volume chega a 11,9%

Por Da Redação - 7 mar 2015, 15h12

Depois de ficar estável por cinco dias seguidos, o nível do sistema Cantareira subiu neste sábado, 7. De acordo com a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), o volume armazenado da represa subiu de 11,7% para 11,9% da capacidade. O acúmulo de chuvas no manancial desde sexta-feira foi de 33,8 milímetros.

Leia também:

Câmara de São Paulo aprova multa de R$ 250 para desperdício de água​

Cantareira precisa de 30 mi de novas árvores em seu entorno

Os outros cinco sistemas hídricos que abastecem a Grande São Paulo também registraram aumento neste sábado. No sistema Alto Tietê, o volume armazenado subiu de 18,7% para 18,8%. No sistema Guarapiranga, o nível saltou de 62,9% para 64,2%. Já no sistema Alto Cotia, o aumento foi de 40,9% para 41,9%. O sistema Rio Grande registrou alta, com volume armazenado de 86,6%, ante 85,2% na sexta-feira. O índice do sistema Rio Claro saiu de 38,6% para 38,8%.

O Sistema Cantareira abastece 6,2 milhões de pessoas na Grande São Paulo e fechou o mês de fevereiro com nível de 11,4%, até então, o melhor índice desde que a crise hídrica começou no Estado. Há um ano, conforme a Sabesp, o indicador estava em 16,6%. O cálculo atual considera duas cotas de volume morto, de 182,5 bilhões de litros e 105 bilhões, adicionadas no ano passado. A previsão para março, mês que marca o fim do período de precipitações, a previsão é de 178 milímetros de chuvas na região, número que já demonstra a tendência para o próximo trimestre.

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade
Publicidade