Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Defesa Civil do Rio faz apelo para que população fique em casa

Para de evitar a propagação do coronavírus, 150 carros estão na rua com gravações que pedem aos moradores que adotem a quarentena

Por Sofia Cerqueira Atualizado em 17 mar 2020, 16h13 - Publicado em 17 mar 2020, 12h21

Em uma ação inédita, a Defesa Civil do Rio de Janeiro disponibilizou 150 carros como parte das ações para conter o avanço do Covid-19 no estado. Os veículos, equipados com alto falantes, estão circulando por vários bairros e municípios do Rio fazendo um apelo para que os moradores cumpram a quarentena em suas residências e adotem as medidas de prevenção anunciadas pelo governo. Após o disparo da sirene, a gravação diz: “A Defesa Civil Estadual pede à população que evite aglomerações. Por favor, para sua segurança, de seus vizinhos, amigos e familiares, volte para casa. O momento é de conscientização. Faça sua parte e ajude a prevenir e controlar o coronavírus”.

[wpvideo sAqVwnbs]

A assessoria da Defesa Civil do Rio informou que estão sendo priorizados bairros com grande concentração de pessoas, bares, restaurantes, boates, além da orla da cidade. Explicou ainda que a ação pode ser estendida para outras áreas, dependendo da necessidade. Copacabana, Barra da Tijuca, Recreio dos Bandeirantes, Flamengo e o Centro da Cidade estão, por exemplo, na rota da campanha. A gravação, feita inicialmente em português, também ganhará agora versões em espanhol e inglês.

Desde o último sábado, a Polícia Militar do Rio de Janeiro (PMERJ) também está pedindo que a população deixe as ruas. Viaturas posicionadas em pontos turísticos e lugares propensos a lotação propagam alertas sobre a pandemia. Ontem, na praia de Icaraí, em Niteroi, policiais do 12º BPM usavam alto-falantes para alertar a população. “A responsabilidade também é sua. A PM orienta que a população evite aglomerações nas praias e locais de grande concentração. Faça a sua parte: por favor, fique em casa”.

O apelo nas ruas do Rio é uma das medidas que estão sendo adotadas no estado, que já teve as aulas nas escolas públicas e particulares suspensas, shows cancelados e teatros e cinemas fechados. De acordo com o último boletim da Secretaria estadual de Saúde, o Rio tem 31 casos de coronavírus confirmados e 94 suspeitos. O estado também confirmou ontem que o Rio tem o primeiro paciente com Covid-19 em estado gravíssimo. Trata-se de um médico, de 65 anos, que apresentou sintomas de febre, tosse, dificuldades respiratórias no dia 11 de março. Ele não viajou nos 14 dias anteriores ao início dos sintomas e também não teve contato direto com casos confirmados nem suspeitos. É a chamada transmissão sustentada, quando não é mais possível saber de onde veio o vírus.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)